Feeds:
Posts
Comentários

Snoopy again

PicMonkey CollageAquele menino lindo que há dois anos ganhou uma mesa do Snoopy, logo depois ganhou um presente mais legal ainda: uma irmã! Ela já é proprietária de uma banqueta de joaninhas feita por minha mãe (nada mais natural, afinal ela se chama Joana). Agora a nova dupla precisava de outra mesa, dessa vez para a praia. De Snoopy, of course. Ficou bem bonitinha.

IMG_5217

IMG_5216

IMG_5212 IMG_5589a

IMG_5779

Você também vai gostar de…

DSCN3392

Snoopy em série

DSC02044Banco de golfinhos

DSC04463

Múltipla escolha e um coelho

DSC04707

Um novo prato da Raquel chegou na minha casa. Encomendado para enfeitar a casa da praia, ficou tão lindo que não consegui ficar longe dele e vê-lo apenas nos poucos dias de férias de verão.

Não foi para praia nenhuma. E estreou com um bolo que fiz com a Marina para o vídeo de Dia das Mães da Tastemade Brasil.

O bolo ficou uma delícia: fiz com minha filha uma receita da minha mãe. E assim comemoramos maternidades.

DSC04709

DSC04704

Aqui, o vídeo com o jeito de fazer, nós três e os micos.

Bolo de chocolate com chantilly e suspiro

Ingredientes

1 xícara (200 gr) manteiga
1 1/2 xícaras açúcar
4 gemas
1 1/2 xícaras farinha de trigo
5 colheres de chocolate em pó
1 pitada de sal
2 colheres de chá de fermento
4 claras em neve
Recheio:
Geleia de morango (ou outro sabor de sua preferência)
2 colheres de sopa de conhaque
250 gr creme de mesa (nata)
3 colheres de sopa de açúcar
gotas de suco de limão
pitada de açúcar de baunilha
Modo de fazer: bata bem a manteiga, adicione o açúcar e bata mais. Adicione as gemas uma a uma, continuando a bater. Misture os secos (farinha, sal e fermento) com a batedeira em velocidade baixa. Asse em forma de 20 cm de diâmetro, em forno médio por uns 30 minutos ou até que o palito saia limpo.

Deixe amornar e corte o bolo desenformado no meio, fazendo duas partes. Passe uma mistura de geléia de morango (ou de outro sabor de sua preferência) com um pouco de conhaque (também opcional) em ambas as partes do bolo. Bata um chantilly (creme de mesa, gotas de limão, açúcar de baunilha e açúcar) e misture com suspiros quebrados. Recheie o bolo com esse creme. Cubra com a segunda parte do bolo e polvilhe açúcar de confeiteiro por cima.

*Nessa hora você pode aproveitar e enfeitar o bolo, como fiz com a flor. Podem ser corações, uma letra, qualquer coisa. Inventei nessa crostata que fiz um dia desses e cuja receita você encontra aqui.

IMG_6860

E a Raquel, que também fez o prato acima, você encontra aqui.

Você também vai gostar de…

Colagem do PicniMuito vermelho

DSCN0589Prato e bolo de amêndoas 

DSC02480Bolo bom em prato da Lia

Receitas de filha

Captura de Tela 2015-03-24 às 21.21.30

A gente vê muito por aí filhas aproveitando receitas de suas mães, avós e outros parentes próximos ou longínquos. Receitas de família, que se tornam tradicionais e se eternizam nas mesas de muitos almoços, jantares e cafés com bolos.

Aqui em casa isso também acontece: minha mãe é e minhas avós foram, cozinheiras formidáveis. Do doce ao salgado, só delícias, cada uma com suas especialidades. Mas também pode acontecer o contrário: aprender com a geração que vem depois da gente, os filhos.

bolos

Eu, então, sou bem sortuda, aprendo com antecedentes e a descendente: Marina, minha filha, tem um canal no YouTube, o Confissões de uma Doceira Amadora, onde aparecem, duas vezes por semana, receitas de doces divinos. Os vídeos são muito simpáticos, envolvem comida boa, doces modernos e tradicionais, além de amigos e parentes fazendo graça (inclusive eu). Recomendo.

Aqui um video que explica a nossa Nega Maluca.

Como diz Marina: “Vai lá, dá um like e assina o canal”!

Você também vai gostar de…

Captura de Tela 2012-03-12 às 22.48.34

Profiteroli e outros doces italianos

Captura de Tela 2011-10-25 às 22.37.42

Dou conta?

DSCN1164.JPG

Gelado de nozes e vídeo

DSCN3839

Emília Wanda, vira e mexe, passa por aqui. Inventadeira, está sempre criando moda. Cerâmica costuma ser seu canal mais conhecido, mas ela adora investir em novidades.

DSCN3841

Assim, ela partiu para a técnica do empapelamento e modela com papel velho aquilo que quer representar. O próprio papel, depois, vai revestir a estrutura inicial até adquirir a forma desejada, como simpáticos coelhos de Páscoa que podem levar ovos ou balinhas, e pequenas esculturas que carregam mensagens personalizadas: um bicho de estimação amado, um hobby, um jeito de ser. Reciclagem, consumo consciente e artesanato – combinação que eu admiro.

11082875_901579829862504_868764369_n

FullSizeRender_1

Os pratos e canecas personalizados continuam brotando das canetas, cores e pincéis. E das histórias que filhos e netos que querem presentear familiares, contam para Emília Wanda.

DSCN3847

DSCN3848

DSCN3850

FullSizeRender

Ela combina muito com a campanha de economia de plástico nos ambientes de trabalho. A proposta é: adote uma caneca!

21986_891319054244852_7618879952326772477_n

1980265_911431662210654_8959378700775025121_o

Outra novidade fresquinha são desenhos com a cara e vida do desenhado, seguindo a nova tendência do “colorir para relaxar”. Dá para encomendar, acredita?

11118349_904691839551303_416696794399661337_o

Com tantos recursos, Emília Wanda tem uma proposta linda: realizar projetos pessoais. Você quer fazer as lembrancinhas do aniversário do seu filho? Um presente que seja pensado especificamente para alguém e que o represente de modo especial? É essa a ideia: Emília Wanda te ajuda nesse percurso de criação, na busca e construção de um projeto: cerâmica, desenho, escultura, desenhos no papel, porcelana. Você vai achar o teu canal para demostrar teu amor, alegria, apreço, interesse. Com algo que você fez.

Para o Dia das Mães, então, presente super! Você pode fazer (ou encomendar, ok) um prato com a árvore genealógica da família, uma caneca só para ela, um desenho personalizado para ela colorir, uma escultura que represente algo de ela gosta muito… Pense nisso, porque tempo, dá!

Quer falar com ela? emiliawanda@yahoo.com.br

Emilia Wanda faz dupla com o Renê, pintor que admiro muito e sobre o qual falei aqui: As telas de Renê

Você também vai gostar de…

DSCN2118

A delicada arte do recorte

PicMonkey Collage2Eu compro de quem faz

DSC_0183 Eu não falei?

DSC03660Desenhar

DSC_0013

Páscoa acabando, mas não tem problema: o biscoito que está aqui é muito maleável, se adapta à data e à forminha que você quiser.

No caso, aqui, coelhinhos, é claro. A receita é desse livro e acredite, ficou uma delícia. E fácil, porque bolachas não são o meu forte, portanto, facilidade é pré-requisito obrigatório. E, confesso, com uma série de adaptações… Aqui a receita já adaptada, testada e aprovada.

mL6Er767KQF4dJR0bI-GySg

DSC_0034

DSC_0029

Biscoito de Páscoa

200 gr. de manteiga em temperatura ambiente
100 gr. de açúcar
1 gema
1/2 colher de café de essência de amêndoa
250 gr. de farinha de trigo
1 pitada de sal

Mesmo sendo mãe de doceira e tendo uma Kitchen Aid (da doceira) em casa, ignorei as orientações da receita e fiz tudo `mão. deu bem certo.

1. Misture a manteiga com o açúcar até ficar um creme macio. Em seguida, a gema e a essência de amêndoas.
2. Unir a farinha e o sal. Misturar rapidamente com as mãos, formar uma bolinha, cobrir com filme plástico e deixar descansar na geladeira por 30 minutos.
3. Aquecer o forno a 180C. Forrar formas com papel manteiga.
4. Abrir a massa com rolo em superfície enfarinhada com o rolo, numa espessura de 3mm (!) e recorte com a forminha escolhida. Vá unindo os retalhos e repetindo a operação até acabar a massa.
5. Vá colocando os biscoitos na forma com uma distância de 2,5cm entre eles.
6. Asse por 12-15 minutos (invertendo a posição das formas no forno para que assem por igual), ou até que os biscoitos estejam douradinhos.
7… o Glacê… te deixo com essa missão: o meu saiu bem mais ou menos. Se tiver um perfeito para compartilhar comigo, agradeço.

DSC_0021

 Você também pode gostar de…

DSCN0391

Bolo de Amêndoas

DSC_0210

Pêssego

Novidades à mesa

Fazendo parte do projeto pessoal Reviva Casa da Praia, resolvi reanimar um canto abandonado da sala. Ali morava uma cadeira onde ninguém sentava. Casa antiga, a questão tomadas era delicada: uma só, na sala inteira. Dá para imaginar o quanto a pobre era abusada, nesse novo mundo de TV, DVD, telefone, modem e abajur… A solução foi criar novas tomadas,  “puxando” de outros aposentos. Sim, canaleta externa, fazer o quê?

O fato é que um novo canto, agora com tomada, precisava de objetos novos. E eu, que prefiro luzes indiretas, decidi que precisava ser uma mesa que abrigasse esse novo ponto de luz. E precisava ser uma mesa de um jeito bem específico, porque eu tinha decidido e pronto. Só que era caro. E eu não queria gastar muito. Assim, mandei fazer a mesa no marceneiro que também faz os nossos bancos. Saiu beeem mais barato e aí foi só descobrir como fazer para ficar daquele jeito com o qual eu tinha encasquetado. Olhe a mesa e, se interessar, o passo a passo está descrito logo abaixo.IMG_5501 2

IMG_5490 2

IMG_5538

Observe o banquinho embaixo da mesa feito por minha mãe. E, não, eu não lembrei de tirar uma foto descente dele…

PicMonkey Collage

É louco de fácil:

1. Tingir a madeira na cor que preferir (essa está na cor tabaco), pois ela vem na cor do pinus natural, aquela que está atrás da mesa na primeira foto.

2. Crie tábuas desenhando no tamanho que desejar, com lápis branco.

3. Passe uma vela, sem grandes métodos, pela área que será pintada (é nessas partes com a cea que, ao lixar depois, ficará aquela aparência de patinado).

4. Pinte das cores que desejar.

5. Depois de seco, lixe com lixa fina, na medida do desgastado que pretende.

6. Nessa mesa, finalizei com cera, passada em todo o tampo. Se quiser um aspecto mais envelhecido, misture a cera com betume. Quando estiver bem seco (leva uns dois dias), lustre com bombril e talco. Se preferir, ao invés da cera, também pode finalizar com verniz acrílico fosco.

A temporada também rendeu a pintura de mais um pedaço de madeira recolhido no mar. E a inspiração veio do Pinterest, o melhor amigo das mentes copiadoras.

FullSizeRender 4

il_570xN.419440168_h69a

Você também pode gostar de…

DSCN3167Pinturas de praia

DSCN2990aMesa para criança

DSC03872Um tábua, um centro

Como ousa?

IMG_6437

Quem já não teve discussões imaginárias? Daquelas que desenvolvemos mentalmente, diante de um interlocutor que a gente odeia-teme-ama, com réplicas e tréplicas sem fim? E com a cabeça no travesseiro, no meio da noite escura, e vem aquela resposta perfeita para algo dito há… 8 horas atrás?

Bem, eu tenho conversas imaginárias. Aliás, sou bem eloquente nesses momentos. Não me faltam argumentos nem impropérios, a língua é solta e a mente aguda. No discurso que tenho lapidado ultimamente, a cada noticiário ou lida de jornal, vou para a cama e me imagino na frente de um senhor, em geral engravatado e pançudo, eu de queixo empinado e repetindo: “Como ousa? Como ousa?”.

Como ousa achar que representar um povo significa cuidar apenas de si mesmo, de sua conta bancária e do futuro de seus filhos?

Como ousa aceitar dinheiro em troca de favores que nada mais são que seus deveres?

Como ousa usar em benefício próprio recursos que deveriam beneficiar crianças, idosos, cidades inteiras?

Como ousa confundir política com investimento próprio e crescimento pessoal?  Ou esquecer que esse seu emprego, que já lhe paga muito mais do que o digno e necessário, tem um objetivo maior que o seu enriquecimento?

Como ousa desconsiderar progresso, patriotismo e cidadania, conceitos que estão sendo arrancados do coração dos brasileiros?

Como ousa pensar que quem importa é você?

Assim, alma lavada, viro para o lado e durmo. Até o próximo jornal.

* sempre fui contra generalizações. A briga aqui não é contra uma classe. É pessoal e dirigida àqueles que combinam com o textinho. Em qualquer instância da sociedade.

IMG_6401

FullSizeRender

IMG_6437

  Você também pode gostar de…

DSCN3484Pequeno manual do desarmamento

afdf88c957ebfed39344c3db2eb3d0d9Abriu a porta e foi

DSCN3392Camisetas pintadas em casa