Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Receitas’

Captura de Tela 2015-03-24 às 21.21.30

A gente vê muito por aí filhas aproveitando receitas de suas mães, avós e outros parentes próximos ou longínquos. Receitas de família, que se tornam tradicionais e se eternizam nas mesas de muitos almoços, jantares e cafés com bolos.

Aqui em casa isso também acontece: minha mãe é e minhas avós foram, cozinheiras formidáveis. Do doce ao salgado, só delícias, cada uma com suas especialidades. Mas também pode acontecer o contrário: aprender com a geração que vem depois da gente, os filhos.

bolos

Eu, então, sou bem sortuda, aprendo com antecedentes e a descendente: Marina, minha filha, tem um canal no YouTube, o Confissões de uma Doceira Amadora, onde aparecem, duas vezes por semana, receitas de doces divinos. Os vídeos são muito simpáticos, envolvem comida boa, doces modernos e tradicionais, além de amigos e parentes fazendo graça (inclusive eu). Recomendo.

Aqui um video que explica a nossa Nega Maluca.

Como diz Marina: “Vai lá, dá um like e assina o canal”!

Você também vai gostar de…

Captura de Tela 2012-03-12 às 22.48.34

Profiteroli e outros doces italianos

Captura de Tela 2011-10-25 às 22.37.42

Dou conta?

DSCN1164.JPG

Gelado de nozes e vídeo

Read Full Post »

DSC04310

Feriados são preguiçosos, principalmente se você está em uma cidade onde o vento e o frio resolveram homenagear todos os trabalhadores.

Como novas peças da Raquel surgiram em minha vida, resolvi juntar tudo e fazer um bolo de chocolate do Panelinha. Fácil e gostoso.

DSC04307

DSC04308

Bolo de Chocolate – Panelinha

Ingredientes
200 gr. manteiga em temperatura ambiente
2 xícaras de açúcar
4 ovos
1 xícara de leite

Peneirar:
2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de chocolate em pó
1 pitada de sal
2 colheres de de chá de fermento

Bata a manteiga até ficar bem cremosa. Adicione o açucar e bata superficialmente. Coloque um ovo por vez e bata bem entre as adições. Abaixe a velocidade da batedeira e adicione os secos peneirados, alternado com o leite. Coloque em uma forma de buraco untada e enfarinhada com chocolate em pó e asse em forno médio por uns 45 minutos.

DSC04309

 

 

Você também vai gostar de…

DSC_2143Bolo de milho em feriado

DSCN3586Bolo bom em prato da Lia

DSCN2663Ninhos

Read Full Post »

Por sorte, ele está na moda. Assim, em grande parte dos restaurantes, ele está no cardápio das sobremesas. Pelas receitas que vê aqui no blog, deve imaginar que já tentei algumas vezes realizar essa delícia aqui em casa. Em geral, fiasco.

Esse deu certo. Ou melhor, meio certo. Eu não tinha o creme de leite pedido na receita, mas botei a maior fé.

Usei ramequins da Magda da Ekozinha, charmosamente esfriando na janela.

E, no fim, não era ainda o gostinho e consistência que eu desejo… alguém aí tem a receita de crème brulèe perfeito?

DSCN3605

DSCN3609

Aqui, a Marina fala de moda em sobremesas e sugere a volta de uma… Veja.

Você também pode gostar de…

11-Jo?Fica quieta, menina!

DSCN1779Torta de requeijão em prato lindo

DSCN1878aSalmão e desenhos

Read Full Post »

afdf88c957ebfed39344c3db2eb3d0d9

Minha sogra deixou que seu filho de 22 anos atravessasse o Atlântico, da Itália para morar per sempre no Brasil.

Vou deixar você aí pensando nisso: você, mãe de criança pequena que nem consegue imaginar que ela um dia vá ficar a 500 metros de distância do seu olhar ou abraço. Você, pai de adolescente que tem certeza de que aquela criatura que está aí testando todos os limites vai precisar sempre da sua orientação ou presença. Ou vocês que, ao verem o filho se tornar um adulto determinado e promissor, percebem que têm um companheiro para todas as horas. E então, ele vira para você e diz que vai mudar de país, e para um que fica a 12.000km de lonjura…

Já pensou? Na época, como eu era a que queria que ele viesse, também jovem, jovem, sem planos no horizonte de ser mãe de ninguém, achei natural. Só fui entender o tamanho do desprendimento de minha sogra, o quanto deve ter sido difícil ver esse filho partir, à medida que os meus foram nascendo e crescendo. A ficha caiu quando o mais velho fez os tais 22 anos e eu senti uma dor cúmplice, um grande respeito pela pessoa que acreditou num garoto cheio da arrogância, certezas e coragem inerentes à idade.

O fato é que esse filho veio, assim jovem, para sempre, da Itália para o Brasil. Aqui constituiu família e fez com que essa Nonna visse seus netos crescerem à distância. Mesmo assim, ela conseguiu ser presente, forte, influenciando seus descendentes com suas histórias, receitas e tradições. A ela, minha gratidão e admiração por não ter imposto dores a mais a esse filho desgarrado de casa e país. Por ter me visto como filha, como lar para o filho que partiu. Virou uma mãe longe, mas perto, para nós dois.

DSC04083

Eu falei receitas? Pense numa mulher que viveu sob a influência das culturas árabe, grega e italiana e as transferiu para a sua culinária. Já falei de uma receita que aprendi com ela aqui, os Tomates Recheados. Hoje, compartilho outra coisa que faz muito sucesso aqui em casa: Penne alla Vodka. Bom e fácil.

DSC04031a

Penne ala Vodka

Ingredientes
Molho de tomate (uso aqueles em garrafa, passatas de tomate sem nenhum tempero além do sal. Ou o molho de tomate caseiro que também aprendi a fazer com a sogra. Assunto para outro post)
3 dentes de alho
Azeite de oliva
Pimenta calabresa ou peperoncino (a gosto)
Sal a gosto
1/2 colher de chá de açúcar
2 colheres de creme de leite
1/4 de copo de vodka
Folhas de manjericão

Como fazer:
Cubra finamente o fundo de uma panela com azeite de oliva. Coloque os dentes de alho e deixe que dourem levemente. Adicione o peperoncino e em seguida coloque o molho de tomate. Tempere com sal e 1/2 colher de chá de açúcar. Abaixe o fogo e deixe apurar, semi-tampado, por uns 15-20 minutos.
À parte, em uma tigelinha, coloque o creme de leite, a vodka e as folhas de manjericão.

Cozinhe a massa seguindo o tempo sugerido para que fique al dente, menos um minuto. Escorra a massa e misture com parte do molho, sobre a chama de fogão por um minuto, para incorporar o molho. Apague o fogo e adicione a mistura de creme, vodka e manjericão. E sirva, com o molho restante em uma tigela para quem quiser mais “molhado”. Parmesão ralado combina.
Bom apetite!

Imagem casa: Pinterest

Foto da sogra: provavelmente feita pelo sogro, 1960, Roma. * A sorte é que ficou um gêmeo com ela lá…

Você também vai gostar de…

DSC00816Minha gastronomia grega

01Mães

DSC_0026Ganhei da minha mãe

Read Full Post »

Costumo colocar aqui no blog comidas que faço em casa, como você pode ver na página Receitas. Dessa vez resolvi apenas mostrar dois pratos pra lá de apetitosos. Uma beringela a parmigiana totalmente diferente da que faço, mas com uma cara irresistível. Em breve, vou tentar, assim que eu descobrir o que é chapelure.

E a sobremesa, então… Tá certo que muitos dos ingredientes são difíceis de encontrar por aqui, mas se a gente só fosse no cinema achando que poderia abraçar o Brad Pitt de verdade…

Você também pode gostar de…

Captura de Tela 2013-04-21 às 22.15.56Um brinde

DSCN1776Torta de requeijão

Captura de Tela 2013-07-02 às 11.17.00Escolha 1/2 dúzia

Read Full Post »

DSC_0210

Marina comprou um livro lindo, o Quando Katie Cozinha. Ele traz as receitas e fotos sensacionais do blog What Katie Ate, um sucesso entre os cozinheiros e gourmets, da irlandesa Katie Quinn Davies. Ganhou uma edição brasileira pelo selo Panelinha, da Companhia das Letras.

1934_G

O livro estava ali e eu precisando de uma ideia relâmpago para uma sobremesa para o almoço, que ia acontecer dali a uma hora, mais ou menos. Juntando o que eu tinha em casa (no caso, três pêssegos piscando pra mim da fruteira) aproveitei a receita que está aí abaixo. Mas como é quase impossível que alguém que queira fazer uma receita de modo urgente tenha todos os ingredientes à disposição, acabei tendo que improvisar. A receita original está na foto, e se você quiser saber como é, me escreve que eu mando. O que vai conhecer aqui é a minha adaptação, porque acabou ficando uma delícia.

DSC_0224

Pêssegos assados com mel (*inspirados no Quando Kate Cozinha)

Pêssegos maduros cortados ao meio sem caroço
1 colher de sopa de mel
Amêndoas laminadas
1 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de manteiga

DSC04054

DSC04055

DSC_0206

Enquanto os pêssegos assam numa assadeira no forno, por uns 20-30 minutos, caramele as amêndoas com o açúcar e a manteiga em fogo baixo em uma frigideira (ah, eu também achei uns pistaches sem casca, que coloquei junto na hora de caramelar). Mexa sempre até o açúcar dourar e tire do fogo para esfriar. Ponha na janela, fica bem charmoso. Quando esfriar, quebre esse caramelo da forma que achar mais conveniente (eu coloquei entre duas folhas de papel manteiga e bati com uma colher de pau).
Quando os pêssegos estiverem assados, retire do forno e jogue a farofa de amêndoas e pistache por cima. E sirva com uma colher de sorvete de creme ou do creme que também inventei na hora, porque queria algo mais ácido:  bati creme de mesa com um pouco de açúcar, algumas gotas de limão e uma colher de iogurte natural. Ficou leve e fresco.

*pêssegos assados numa travessa cerâmica da Ekozinha: www.ekozinha.com.br

Adaptado e aprovado. Para ver como faço as nozes, amêndoas ou qualquer coisa caramelada, visite esse post: Gelado de Nozes.

Você também vai gostar de…

DSCN1727Torta de maçã

DSCN0836Crumble de ameixas vermelhas

DSCN3737Um banquinho e um croquis

Read Full Post »

DSCN1164.JPG
Minha filha é doceira, que novidade!  Uma doceira que usa o canal visual para dar mais vontade ainda de comer as delícias que faz.

Ela tem o blog Confissões de uma Doceira Amadora, vários filminhos no Youtube e o mais recente traz essa que vos fala. Marina e eu (mais eu que Marina) fazendo esse Gelado de Nozesreceita da minha tia Dóris e obrigatório em nossas ceias de Natal há uns 25 anos.

Veja o vídeo, com direito a micos vários no final…

Você também vai gostar de…

DSC04082-1Uma tia de presente

DSC_0521Boleira e bolo de Nutella

pazzaFigos e bolo grego

Read Full Post »

Older Posts »