Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Consumo consciente’

DSCN3839

Emília Wanda, vira e mexe, passa por aqui. Inventadeira, está sempre criando moda. Cerâmica costuma ser seu canal mais conhecido, mas ela adora investir em novidades.

DSCN3841

Assim, ela partiu para a técnica do empapelamento e modela com papel velho aquilo que quer representar. O próprio papel, depois, vai revestir a estrutura inicial até adquirir a forma desejada, como simpáticos coelhos de Páscoa que podem levar ovos ou balinhas, e pequenas esculturas que carregam mensagens personalizadas: um bicho de estimação amado, um hobby, um jeito de ser. Reciclagem, consumo consciente e artesanato – combinação que eu admiro.

11082875_901579829862504_868764369_n

FullSizeRender_1

Os pratos e canecas personalizados continuam brotando das canetas, cores e pincéis. E das histórias que filhos e netos que querem presentear familiares, contam para Emília Wanda.

DSCN3847

DSCN3848

DSCN3850

FullSizeRender

Ela combina muito com a campanha de economia de plástico nos ambientes de trabalho. A proposta é: adote uma caneca!

21986_891319054244852_7618879952326772477_n

1980265_911431662210654_8959378700775025121_o

Outra novidade fresquinha são desenhos com a cara e vida do desenhado, seguindo a nova tendência do “colorir para relaxar”. Dá para encomendar, acredita?

11118349_904691839551303_416696794399661337_o

Com tantos recursos, Emília Wanda tem uma proposta linda: realizar projetos pessoais. Você quer fazer as lembrancinhas do aniversário do seu filho? Um presente que seja pensado especificamente para alguém e que o represente de modo especial? É essa a ideia: Emília Wanda te ajuda nesse percurso de criação, na busca e construção de um projeto: cerâmica, desenho, escultura, desenhos no papel, porcelana. Você vai achar o teu canal para demostrar teu amor, alegria, apreço, interesse. Com algo que você fez.

Para o Dia das Mães, então, presente super! Você pode fazer (ou encomendar, ok) um prato com a árvore genealógica da família, uma caneca só para ela, um desenho personalizado para ela colorir, uma escultura que represente algo de ela gosta muito… Pense nisso, porque tempo, dá!

Quer falar com ela? emiliawanda@yahoo.com.br

Emilia Wanda faz dupla com o Renê, pintor que admiro muito e sobre o qual falei aqui: As telas de Renê

Você também vai gostar de…

DSCN2118

A delicada arte do recorte

PicMonkey Collage2Eu compro de quem faz

DSC_0183 Eu não falei?

DSC03660Desenhar

Read Full Post »

40e4313d4c5b6a56d8cb63db2dace53b

Esse texto foi escrito por Alessandro Martins e está, na íntegra, aqui,  no seu blog Livros & Afins. Concordo plenamente com ele, por isso ele veio me visitar. Pense em tudo isso você também.

  1. Espaço: se você gosta de ler, novos livros devem chegar a todo instante à sua estante (rima involuntária). Por que não abrir caminho para os livros novos?
  2. Limpeza: livros (quando parados) juntam pó. Tenha mais tempo para ler e gaste menos tempo limpando estantes.
  3. Simplificar: você já pensou em ter menos coisas e ter uma vida mais simples?  Assista esta palestra e leia este post que, cada um a seu modo, falam sobre simplificar a vida. A sensação de simplicidade e organização.
  4. Parar de se importar com empréstimos que não voltam: todo o mundo que empresta livros e fica sofrendo por que eles não voltam deveria ler a Regra de Ouro Para o Empréstimo de Livros
  5. Colaborar com a leitura: frequentemente aqueles que mais reclamam de que o Brasil é um país que não lê, que livros são caros e outras chorumelas são aquelas pessoas mais sovinas com os seus livros, contribuindo com o baixo número de livros lidos por ano por pessoa.
  6. Socializar suas preferências: quando seus amigos gostam dos mesmos autores que você ou compartilham dos mesmos gostos literários vocês têm mais sobre o que conversar. Dando livros de seus autores preferidos você contribui com esse ambiente.
  7. Ser generoso: não é para bonito ou para dizer que você é generoso. A generosidade é uma qualidade que é um bem em si e quem já descobriu isso não tem como expressar. Por exemplo, a gratidão de um amigo que descobriu um novo autor graças a você não tem preço.
  8. Exercitar o desapego: poucas coisas são realmente essenciais. E, embora eu ame livros, a posse dos livros não é uma delas. Os livros, seu conteúdo e seu objetivo de espargir ideias, sim, o são. Estamos partindo para um momento em que o ser é mais importante que o ter, as experiências mais importantes que as posses.
  9. Manter a voz de seus escritores preferidos viva: já falei sobre isso no início do texto, mas julgo importante.

Escolha pelo menos metade deles e experimente o ato transformador que é fazer os livros voarem.

Escolha amigos adequados para livros adequados e presenteie.

Escolha a biblioteca que melhor receberá essas obras, de maneira que eles cheguem ao maior número de pessoas possível.

9a9adfec65ad5a997aed4f9e2d2dcc31

Ilustração colorida: Jimmy Lawlor – Fomentando la lectura – Pinterest

Você também pode gostar…

leuFrases e livros

DSCN2503Isabel Allende

DSCN1545Ter tanto

 

 

Read Full Post »

Andei criando frases para incentivar a doação de livros e espalhar a ideia da Freguesia do Livro por aí. Que, em essência, é: livros precisam circular.

Veja as frases que já usamos em nossa página no Facebook. Escolha e me diga a sua preferida (sim, é um concursinho). Fique à vontade para compartilhar. E para sugerir outras que tenham essa mensagem embutida: doação, desapego, circulação literária. Use sua criatividade e me ajude!

Para inspirar, visite esse link e veja o que fazemos com os livros que nos doam: Onde a Freguesia já andou.

  paix Untitled Untitled22 cuore3 sou2 apego2 reler cça2 papel leu mao   guar sec tree gaio vai est amar melhor prat pqa deu

Você também pode gostar de…

DSCN3808Deixar ir

foto 5As Palavras Secaram

IMG_0764Livros e mágica

 

 

Read Full Post »

DSC_0158 Todos os anos, no Natal, tento fazer centros de mesa diferentes usando as mesmas coisas. Parece fácil, mas não é. Esse ano amanheci um dia decidida que precisava de uma tábua de madeira de demolição para meu centro de mesa natalino/2013.

Decidi e esqueci. Apaguei da mente. E só fui lembrar do desejo que implicava em longa procura por marcenarias e lojas especializadas, no dia 23 de dezembro… Que tal como plano sem futuro? Mas, como os despreparados se banham nos mares da sorte, encontrei uma porção de madeira quase sendo jogada fora ao lado do lixo, no meu prédio. Assim, caída no meu colo. Não era bem o que eu queria, pois era um pedaço de pau sem graça nenhuma e muito maior do que eu precisava.

Considerando o adiantado da data, serrei aquilo e transformei em uma tábua de madeira de demolição. Ficou do jeito que eu queria e, em seguida, virou o centro imaginado.

DSC03870 DSC03872 O centro de mesa ficou assim: DSC_0151 DSC_0150a DSC_0154 O centro da outra mesa: DSC_0174 Agora, toca esperar o próximo Natal.

Você também vai gostar de…

Captura de Tela 2012-12-29 às 19.42.08Meu Natal e bye!

DSC03370Faça presentes

DSCN2983Mesa do Snoopy

Read Full Post »

lixo-planta-latinhas

A Grécia atiça minha veia ecológica. Naquele lugar que parece um paraíso, um inferno de lixo se forma.  A ilha de Leros é pequena, 8000 habitantes que produzem restos de comida, latas, papel, vidro, como todos nós.  Mas a única separação de lixo que fazem é das garrafas plásticas de água. Só. O resto,  tudo junto e misturado, que aflição.

Essa ilha cristaliza para mim que o que fazemos em nossa casa ou cidade repercute no planeta inteiro. Costumo viajar com cosméticos no fim, para deixar as embalagens vazias nos lugares onde vou e ter espaço na mala para novas. Mas na ilha me sinto desconfortável em fazer isso. O lixo, naquele lugar tão pequeno e sem estrutura para a reciclagem, continua sendo problema meu. Ou seja, volto com todos para Curitiba, onde sei que serão separados e reciclados.

Você não se assusta com isso? Lixo demais, água de menos? O que você faz, efetivamente, para mudar isso? Conte, por favor.

hand-water-drops-image

Você também pode gostar de…

 

Captura de Tela 2013-03-24 às 22.16.44Viajando leve

DSCN2640Sacolas retornáveis – a moda

Captura de tela 2011-03-07 às 18.30.40

Para que tudo isso?

Read Full Post »

A Freguesia do Livro é uma iniciativa de quem vos escreve esse blog e mais uma equipe de gente que acredita que ler pode mudar pessoas e futuros. Como dependemos de doações de livros e de pessoas interessadas em montar pontos de leitura, resolvi postar um link para um artigo – Livros que andam por aí – que explica nosso trabalho e que saiu na Gazeta do Povo, aqui de Curitiba.

O texto na íntegra está aqui e é de José Carlos Fernandes e Diego Antonelli. E outro link que leva para nosso trabalho é esse.

E esse vídeo é o que é citado na matéria. Vale a pena ver!

Quer ser freguês também? Doe livros. Nos dê ideias para pontos de leitura, lugares onde podemos levar nossas caixas com livros, sem custo nem compromisso para quem os recebe. E se você for de longe de Curitiba? Comece a sua Freguesia! Nós temos um pequeno manual para enviar com as dicas do pouco que é necessário para começar essa corrente literária na sua cidade.

Se quiser dar uma olhadinha nos lugares onde já colocamos livros, entre aqui e se inspire.

Read Full Post »

Aqui se fala de artesanato. De reciclagem. De leitura. Então é imperativo que se mostre nosso trabalho com as caixas da Freguesia do Livro que começam como simples caixas de frutas em estado lastimável e passam por um rápido trabalho de restauração. Acabam ficando lindas, prontas para transportar livros e colocá-los em lugares inusitados.

As caixas da Freguesia do Livro são ecologicamente corretas, respeitam o conceito de reciclagem e reuso e ficam lindas. Dão um certo trabalho, mas o resultado vale a pena.

Como a caixa chega.
Depois de muito lixar, pintar.
Depois, patinar.
A marca.

Em equipe, tudo vai bem!

As caixas cumprindo sua função: levar e apresentar livros!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Aqui um link cheio de ideias para uso de caixotes de feira.

www.freguesiadolivro.com.br

Você também vai gostar de…

Caixa com história

Vida nova a velhos papeis

Todas as visitas 2

Read Full Post »

Older Posts »