Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Voluntariado’

De vez em quando gosto de trazer para esse meu mundo de desenhos, pintura, cozinha e divagações, o outro lado da moeda que sou: meu trabalho com livros. Trago porque é parte grande do que faço hoje e porque sempre posso vender minha ideia e conquistar mais um ou dois simpatizantes por aí, perdidos, sem saber o que fazer com os livros que têm parados em casa, com seus sapatos que sobram nos armários, com as horas que poderiam dedicar a uma causa qualquer.

A Freguesia do Livro é feita por 3 amigas voluntárias*. Somos mães, donas de casa, artesãs e… espalhadoras de livros. Nosso movimento literário foi selecionado pelo Projeto Legado e estamos recebendo 120 horas de capacitação em empreendedorismo. Sairemos desse aprendizado mais fortes e mais direcionadas. (* Agora temos mais um voluntário: Marcelo!)

Mas o mais bacana é que nesse longo curso estamos convivendo com outras 19 iniciativas sociais de Curitiba. E esse é o assunto principal dessa conversa. Conviver com eles têm sido uma grande fonte de inspiração. Tem gente que ouve histórias de idosos em asilos e depois vai contá-las para crianças em hospitais. Tem grupos que dão abrigo, profissão e sentido a garotos que pensavam ter poucas oportunidades e outros que fazem jovens acordarem para o mundo e lutarem por seus direitos. Tem gente que protege florestas, que luta pela segurança no mar, pela valorização da vida, pelos portadores de Alzheimer. Outros, ainda, dão futuro a meninos e meninas através do tênis e do futebol.

Captura de Tela 2013-05-19 às 11.36.53

Com eles descobrimos que fazemos parte de um grupo de pessoas que, com pequenas ou grandes ações, faz alguma coisa para mudar o mundo. Nos descobrimos empreendedoras sociais e nos orgulhamos disso. E recomendamos que assistam esse filme. Essencialmente inspirador.

E, para resumir a sensação, veja o vídeo de uma das iniciativas que estão no curso conosco. Inspire-se mais ainda.

Você também pode gostar de….

Captura de tela 2011-05-24 às 19.19.10Pequenas causas

SONY DSCPomar

Captura de Tela 2013-02-27 às 22.26.52Retribuir

Anúncios

Read Full Post »

Juntei aqui várias coisas inspiradoras. O Rodrigo Santoro, um filme interessante e, principalmente, a comemoração, minha, discreta, aqui nesse canto, de algo em que acredito e pelo qual trabalhei por tantos anos: o direito à inclusão das pessoas com deficiência.

Ontem o governo brasileiro liberou uma verba importante para viabilizar tantas ideias que ficavam no desejo. É chegada a hora de deixar acontecer, de ver escolas se abrirem com qualidade para receber crianças e jovens que merecem estar com todos. Hora do mercado de trabalho abrir portas de verdade e para que cada um de nós olhe para pessoas com deficiência pensando em possibilidades e não em restrições.

Veja o texto na íntegra aqui.

Foto do golfe. Modelo: Vitor Hugo Armacollo. Fotógrafa: Claudia Regina. Iniciativa SpecialKids Photography.

Você vai ver mais inclusão em….

Calendários

Voluntarie-se

Cada um do seu jeito

Read Full Post »

Atuando na biblioteca instalada em uma instituição na Vila Zumbi,  pudemos observar que nossa freguesia tem preferências.

Pouco contato e motivação para a leitura, além de evidentes dificuldades na capacidade de ler (essas por problemas educacionais ou de aprendizagem da própria criança) fazem com que algumas crianças nos olhem de modo um pouco desconfiado. Como esperado, percebemos que revistas em quadrinhos são a porta de entrada.

Inicialmente tentamos elevar o nível da leitura, oferecendo nossos lindos livros adequados a cada idade, mas nem todos estão prontos. É preciso cativar, deixar cada criança ler o que lhe interessa e o que lhe é possível. E, nesses quesitos, gibis são campeões. As revistas em quadrinhos funcionam como começo – a criança que volta para devolver as que emprestou e pegar outras vai se sentindo mais à vontade para olhar em volta, espichar os olhos para os livros nas estantes, arriscar um com poucas páginas e letras grandes…

Então é isso. Precisamos de mais gibis! E contamos com vocês! Preferência nacional pela Turma da Mônica. Quem é de Curitiba, entre em contato e combinamos alguma coisa. E quem não é… Tem Sedex, certo?

Informe-se sobre esse movimento literário e participe, colabore, copie a ideia. Tudo bem, a gente só quer que livros circulem. A gente só quer que as pessoas leiam.

www.freguesiadolivro.com.br

www.facebook.com/freguesiadolivro

Pontos de leitura da Freguesia do Livro

 

Mais livros e afins em…

Captura de Tela 2012-08-25 às 23.08.06

Amores literários

Isabel

Bons motivos para doar livros

Read Full Post »

Para complementar o assunto do post anterior, vou compartilhar as ideias de uma amiga, que faz trabalhos voluntários há 15 anos:

“Viviane Senna diz que “toda pessoa tem algum talento a compartilhar voluntariamente sem sacrifício algum”. Fui achando os meus e percebendo muitos outros. Só para citar alguns exemplos:

– Um contador pode, uma vez por mês, ajudar uma instituição a organizar prestações de contas.

– Se seu dote é costura, que tal esporadicamente recolher roupas que precisam de conserto, ir fazendo durante a novela e depois devolver prontas?

– Seu hobby é jardinagem? Ponha em prática no terreno de uma entidade e aproveite para oferecer uma terapia ocupacional para crianças, idosos ou doentes.

– Você redige bem? Muitas entidades precisam de ajuda na redação de relatórios, ofícios, cartas, até site para a Internet.

– Por falar em Internet, se essa é sua praia, que tal montar e/ou manter um site atualizado para uma entidade?

– Tudo que você tem a oferecer é carro e um tempinho sobrando? Pense que muitas vezes uma criança, idoso ou doente perde uma consulta médica (gratuita!) simplesmente porque não há alguém disponível para buscar o paciente na entidade, levar até a consulta, aguardar e levar de volta. Só isso. Simples assim.

– E aquela turma de amigos que gosta de se reunir para cozinhar? Não seria legal às vezes cozinhar um montão de carne moída, ou frango, ou creme de legumes e doar congelado para uma instituição?

– Você é bom em arrumar armários? Apareça de tempos em tempos em uma instituição e saia organizando. Seu negócio é arquitetura/decoração? Angarie doações e solte a franga tornando ambientes mais agradáveis. Convive bem com doentes? Ofereça-se para fazer umas horas de companhia a pacientes internados. É advogado? Quase toda instituição precisa da sua ajuda.

Bem, a lista é infinita. Gosto de divulgar que não é só com MUITO tempo e MUITO dinheiro que se pode ajudar. MUITO pelo contrário.” (R.S.)

Encontrei este vídeo que também dá boas ideias e tem tudo a ver com o blog, pois relaciona voluntariado com artesanato:

Mais ideias em…

IMG_3505

Espalhadoras de livros

Captura de Tela 2011-09-27 às 18.57.49

Escolho amar

Faça aos outros

Imagem elefante: http://www.weheartit.com

Read Full Post »

Há alguns anos participei da produção de uma campanha que pretendia atendimento voluntário a crianças com Síndrome de Down carentes, encaminhadas pelo Ambulatório da SD – HC/UFPR.

Naquele tempo, já acreditava que se cada um dedicasse uma parte, por pequena que fosse, de sua agenda e de suas habilidades a quem pode se beneficiar delas, o mundo seria um lugar melhor. Ao menos o mundo que seu braço alcança.

Pequenas atitudes. Doações e contribuições financeiras são atitudes, é claro. Mas dá para fazer mais, colocar a mão na massa, desenvolver uma ação. O grande entrave do voluntariado é pensar que será um empenho muito grande, não tenho tempo, não sei como ajudar, melhor nem começar… Como voluntárias de longa data, vamos dar algumas ideias. Quem sabe você percebe que pode ser fácil, até divertido. Além de sempre necessário. E voluntariado faz bem para quem o pratica. Parece clichê. Mas não é. No Brasil dos extremos, não é.

Você pode ver neste post que em fevereiro/11 iniciamos as atividades da Freguesia do Livro. O depoimento a seguir é da Ângela:

Nossa Freguesia do Livro está funcionando às 4as feiras no Projeto Crescer. É longe para ir até lá, as crianças não são tranqüilas e comportadas como imaginamos crianças em uma biblioteca, mas tem sido muito legal! Os livros sofrem maus tratos, às vezes voltam com mingau, bolo ou mordidos pelo cachorro, mas contentes por terem contado uma história. Só assim, mexendo com os livros, as crianças saberão como cuidar deles. Os nossos fregueses já escolhem livros para as mães e irmãos mais velhos que também querem ler. Acreditamos que é um movimento lento, mas contínuo e muito gratificante. Se conseguirmos fazer com que estas crianças descubram a magia e o encantamento que existem nos livros, já estaremos cumprindo um dos nos nossos objetivos.

Vale ou não vale a pena?

Minha mãe Diahir foi a pessoa mais engajada e dedicada a essa causa que conheci. Quando começamos a escrever sobre trabalho voluntário, era inevitável pensar nela. E você, já imaginou algo que possa mostrar, ensinar para outras pessoas aprenderem? Trabalho voluntário é interessante exatamente por isso, você dá uma parte de você para ajudar alguém e amplia os horizontes de todos os envolvidos. (Ângela D.)

Todos temos alguma habilidade, seja profissional, social, artística, doméstica. Você arruma um armário que é uma beleza, faz pão com maestria, costura feito os passarinhos da Cinderela, é um dentista que pode dedicar uma tarde para bocas menos favorecidas? Na verdade, voluntariado não exige prática nem habilidade. Você precisa só de uma dose de desprendimento e compromisso. E dedicação. Comece e contamine.

D. Henriqueta Duarte é uma grande pianista paranaense. Sempre atenta às intervenções possíveis através da música em sua comunidade, em 2010 começou um projeto junto ao CENEPE (Centro de Neuropediatria do Hospital de Clínicas – UFPR) para ensinar a tocar piano a crianças, algumas com paralisia cerebral. Ela e suas amigas pianistas (também voluntárias) conseguiram a doação dos instrumentos musicais e um espaço que prepararam acusticamente para as aulas.  A mensagem é: D. Henriqueta entende muito de música e resolveu compartilhar seu conhecimento com crianças que, de outro modo, não teriam essa oportunidade. É ou não é uma boa ideia?

D. Henriqueta e sua turminha.

A música de Giuliana.

Mais ideias  e música em….

Captura de Tela 2013-02-27 às 22.26.52

Retribuir

Untitled

Cia do Palpite

A trilha sonora de cada um

Read Full Post »

O segredo é não correr atrás das borboletas… É cuidar do jardim para que elas venham até você.

Mário Quintana

É nisso que acreditamos. Trazer o livro, mostrar o livro, tornar o livro atraente. Despertar o interesse pelo livro. Assim, logo nosso jardim estará cheio de borboletas interessadas em voar mais alto!

A Freguesia do Livro está em atividade. Agradecemos aos que colaboraram e estaremos sempre aceitando mais livros infanto-juvenis e a sua disposição para ler histórias para a criançada!

Bolo de chocolate na inauguração.

Parede. Obra coletiva.

Que delícia! História!

Foto borboletas: IHeartIt


Read Full Post »


O que você verá aqui é o relato da primeira ação da Freguesia do Livro. Ela cresceu e agora está fazendo muitas bibliotecas por aí. Informe-se aqui: www.freguesiadolivro.com.br

Freguesia do Livro

A Ângela tinha muitos livros infantis na sua vida, teve uma idéia e eu entrei de carona. Quem sabe você também não se anima?

Aos fatos: a Freguesia do Livro é uma iniciativa de pessoas interessadas em dar acesso aos livros a uma população pouco estimulada em relação à leitura. Instigando o hábito de ler e ampliando o gosto pela leitura em si, levará crianças e jovens à descoberta deste prazer.

Queremos um movimento cultural que interligue livros que estão esquecidos em prateleiras com crianças e jovens que poderão ser apresentados ao mundo da leitura, respeitando seus focos de interesse.

A Freguesia do Livro vai estabelecer sua biblioteca na Sociedade Crescer, sob responsabilidade de nossa amiga Maria Izabel Valente, na Vila Zumbi em Colombo, perto de Curitiba. Este projeto existe desde 1994 e é hoje um local que oferece atividades no contra-turno escolar, promovendo o convívio e desenvolvimento de cerca de 160 crianças e jovens que se encontravam em situação de risco social. Este atendimento diário oferece refeições, atividades pedagógicas, esportivas, cívicas e artísticas.

Acreditamos que livros devem circular, levar a sua história para mais de uma pessoa, para mais de uma casa. Construímos nosso acervo a partir de doações de interessados em contribuir com a nossa proposta. Este movimento precisa ser estimulado e promovido!

Você está convidada/o a participar desta nossa iniciativa! Olhe para os livros infanto-juvenis que estão guardados em suas estantes e pense que eles podem levar informação, lazer e fantasia a muitas crianças que poderão aprender a ver o mundo de uma nova maneira.

Ângela & Jô

A festa já começou! Participe!

Quer ajudar? Nos doe seus livros que estão quietinhos em um canto da sua casa. Mande um comentário que a gente se ajeita.

E veja aqui a Freguesia entrando em movimento.

Mais consciência em…

Captura de Tela 2011-12-10 às 10.24.01

Deixe seu livro ir

Questão de atitude


Read Full Post »

Older Posts »