Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Artesanato em Curitiba’

DSC04707

Um novo prato da Raquel chegou na minha casa. Encomendado para enfeitar a casa da praia, ficou tão lindo que não consegui ficar longe dele e vê-lo apenas nos poucos dias de férias de verão.

Não foi para praia nenhuma. E estreou com um bolo que fiz com a Marina para o vídeo de Dia das Mães da Tastemade Brasil.

O bolo ficou uma delícia: fiz com minha filha uma receita da minha mãe. E assim comemoramos maternidades.

DSC04709

DSC04704

Aqui, o vídeo com o jeito de fazer, nós três e os micos.

Bolo de chocolate com chantilly e suspiro

Ingredientes

1 xícara (200 gr) manteiga
1 1/2 xícaras açúcar
4 gemas
1 1/2 xícaras farinha de trigo
5 colheres de chocolate em pó
1 pitada de sal
2 colheres de chá de fermento
4 claras em neve
Recheio:
Geleia de morango (ou outro sabor de sua preferência)
2 colheres de sopa de conhaque
250 gr creme de mesa (nata)
3 colheres de sopa de açúcar
gotas de suco de limão
pitada de açúcar de baunilha
Modo de fazer: bata bem a manteiga, adicione o açúcar e bata mais. Adicione as gemas uma a uma, continuando a bater. Misture os secos (farinha, sal e fermento) com a batedeira em velocidade baixa. Asse em forma de 20 cm de diâmetro, em forno médio por uns 30 minutos ou até que o palito saia limpo.

Deixe amornar e corte o bolo desenformado no meio, fazendo duas partes. Passe uma mistura de geléia de morango (ou de outro sabor de sua preferência) com um pouco de conhaque (também opcional) em ambas as partes do bolo. Bata um chantilly (creme de mesa, gotas de limão, açúcar de baunilha e açúcar) e misture com suspiros quebrados. Recheie o bolo com esse creme. Cubra com a segunda parte do bolo e polvilhe açúcar de confeiteiro por cima.

*Nessa hora você pode aproveitar e enfeitar o bolo, como fiz com a flor. Podem ser corações, uma letra, qualquer coisa. Inventei nessa crostata que fiz um dia desses e cuja receita você encontra aqui.

IMG_6860

E a Raquel, que também fez o prato acima, você encontra aqui.

Você também vai gostar de…

Colagem do PicniMuito vermelho

DSCN0589Prato e bolo de amêndoas 

DSC02480Bolo bom em prato da Lia

Read Full Post »

DSC04513

Uma vila da passarada.

Na casa de meus pais, onde os pássaros já vêm todos os dias em busca do café da manhã farto e garantido, agora também existem casinhas em profusão. Seria sorte deles se todas já não tivessem destinos traçados. Logo partirão dali para fazer felizes passarinhos de outras paragens.

Mas apreciem, deliciem-se com os detalhes que minha mãe Christa colocou em cada uma delas.

DSC04495

 

DSC04505

 

DSC04502

 

DSC04493

 

DSC04501

 

DSC04503

 

DSC04504

 

DSC04499

FullSizeRender

DSC04514

Você também pode gostar de…

DSC05257aCasa com história

DSCN2625Abanque-se

DSC03315É pau, é pedra 

 

Read Full Post »

DSC_0180

Essa ideia, a da familiaridade, tem me encafifado. Ela fala de família, mas não se restringe a isso. Você pode se sentir familiarizado  com gente que nem encostou no seu DNA, enquanto com outros que têm o mesmo sangue que o seu fervendo nas veias, não há familiaridade nenhuma. Famílias são conceitos amplos e definidos por algo maior do que a genética.

Essa compatibilidade, esse sentir-se em casa com pessoas ou em certos lugares, é tão reconfortante que chega a doer. Uma música, um sabor, um cheiro, uma imagem. Todos os sentidos atuam como cúmplices na construção dessa sensação, impalpável mas poderosa. Você olha em volta e, por algum motivo indefinido, se sente acolhido, como se aquela pessoa ou lugar fossem um abraço, um colo quente, uma viagem no tempo. Isso. Acho que tem a ver com memórias, com coisas já vividas, com marcas muitas vezes inconscientes, essa sensação de ter, enfim, chegado.

Essa conversa de família lembra ninho, ninho lembra passarinho. E combina com a experiência que acabamos de viver em família, habitantes de apartamento que somos, de ver um ninho de sabiá, dos ovos ao primeiro voo do filhote. Foi lindo. A natureza é sempre surpreendente.

10712530_10204289534935111_7456846022628072342_o

DSC_0204

E também lembra os passarinhos em bancos que acabaram de sair do forno. Um deles é declaradamente inspirado no blog que amo, o da Gennine e seus passarinhos maravilhosos.

DSC04665

DSC04663

DSC04652

DSC04651

Para mais bancos: Aberta a temporada de bancos

DSC_0181

Você também vai gostar de…

il_430xN.161127264_largNinhos

Captura de Tela 2012-01-10 às 13.09.06Ciranda da boa lembrança

DSC03660Desenhos em família

 

Read Full Post »

DSC_2089

Não tenho pintado muito, a Freguesia do Livro toma meu tempo, minha mente, meus braços.

Mas agora deu vontade. Quem quiser banco para uma criança que quer alcançar a pia ou sentar para ouvir uma história, ou uma banqueta para colocar num canto da casa ou sentar mais um convidado à mesa, ou para ficar encostadinho no bar degustando um aperitivo… é a hora!

Encomende (se for de Curitiba, não conseguimos despachar nossos lindos banquinhos. Ok, até conseguimos, mas ficaria bem caro, certo?) e já vá adiantando o seu Natal, pois nada melhor que presentear com artesanato.

Se você quiser ver tudo o que já falei sobre as banquetas feitas por aqui, entre nesse link: os bancos do ArteAmiga.

Se quiser escolher mais diretamente, aqui vão fotos. Abanque-se, escolha com calma e entre em contato por email (jmbibas@gmail.com) ou comentários aqui no blog. Ou no Facebook. Ou sinais de fumaça.

Os valores:

Bancos baixinhos (altura: 24cm), com recorte no centro: R$ 130,00

Bancos médios (altura 45cm) de assento redondo: R$ 150,00

Bancos altos (altura: 70cm) de assento redondo: R$ 160,00

  DSCN2623

Aqui

DSCN0717

Aqui

DSC02961

Aqui

DSC_2343

 Aqui

DSCN3597

Aqui

DSC01942

Aqui

DSC02391 DSCN2617

  Aqui

IMG_4288

IMG_4794

DSC03953

Aqui 

DSCN3737Aqui

DSCN2133

Aqui

DSC_0012

Aqui

DSC04659

2014-03-06 13.38.52

PicMonkey Collage

PicMonkey Collagef

DSC_1416 Aqui 

DSC04652

DSC04663

Aqui

DSC02044Aqui

DSCN2518Aqui

DSCN0481Aqui

DSC_1410Aqui

DSCN0476

Aqui

DSCN0467

Aqui

DSCN0463Aqui

IMG_4556

DSC_1409Aqui

DSC04102

DSC_2217

Aqui

DSC_2214

Aqui

DSC_2219

DSC_1267

DSC_0026

Escolha com calma e entre em contato. Seremos 4 artesãs a pintar: Jô, Christa, Mari e Raquel.

Você também pode gostar de….

DSC03370Presentes feitos por você

DSC04455Múltipla escolha

UntitledCia. do Palpite

Read Full Post »

 

Captura de Tela 2014-06-21 às 17.32.33

Sou do tempo em que, para escolher a cor de uma parede, a gente decidia entre o branco, o gelo, o areia e o palha. E já ficava meio na dúvida. Hoje, qualquer decisão passa por um número industrial de alternativas. Só de pensar em definir o novo piso do banheiro, já dá uma gastura, que fique assim velhinho mesmo, está louco de bom.

Aí entramos em outro quesito, que nos dias atuais assumiu outra proporção: o da pesquisa. Pesquisa de preço, de modelo, de lugar, de hotel, de trajeto, de música, de… tudo. Até o certo e o errado podem ser pesquisados ao toque de um botão: Mr. Google resolve tudo. Só não resolve aquilo tudo que deixamos de usar para pesquisar, como fazíamos antes. Em primeiro lugar, os neurônios, que agora só precisam lembrar dessa ferramenta que está fora de nosso cérebro e vai resolver o problema. Saber clicar e encontrar a resposta, sem que nosso raciocínio esteja envolvido. Usando GPS e Wazes, chegamos mais rápido, isso é certo, não nos perdemos, que bom, mas nosso senso de orientação vai ficando cada vez mais preguiçoso e nós cada vez mais tontos.

Antigamente (há uns 5 anos atrás), para decidir qual televisão comprar, batíamos pernas de loja em loja, passávamos horas pendurados no telefone negociando condições de pagamento e qualidade da peça. Hoje? A internet oferece o produto, dá o preço e faz a entrega. E nós não saímos da cadeira, não exercitamos nem corpo nem dialética, cada vez mais bobos e felizes, pensando: “que bom, economizei tempo, dinheiro e preocupações”. Pois eu acho preocupante. Você não? Não estamos falando de crianças que vivem na frente de computadores e joguinhos, que nunca vão pisar numa grama ou subir numa árvore ou saber de onde saem os ovos. Eles são frutos de uma nova era, a realidade delas é essa.  Estou falando de nós, adultos, com livre arbítrio para ver o que estamos deixando de vivenciar, o quanto estamos deixando de pensar, achando que temos mais agilidade de ação e mais tempo para… continuar na frente do computador. Mas nós ainda sabemos o que estamos perdendo, ainda podemos optar por usar esse dom que é só humano:  refletir, argumentar e decidir.

PicMonkey Collagez

Toda esse churumela para falar que, para fazer a camiseta para a Isabella, amada sobrinha-com-tudo-pra-ser-neta e que se revelou apaixonada por coelhos, pesquisei. Baixei uma infinidade de modelos de coelhos para decidir como seriam os que eu ia pintar. Um mix de vários, é claro. Sem grandes detalhes, bem rapidinho, com a ajuda do Google, saiu um coelho com várias influências. O coelho da Isabella.

DSC04449

 

DSC04455

Logo em seguida, detonando uma nêga maluca e … a camiseta.

DSC04465a

 

DSC04463

 

Mas que seria bom se as crianças voltassem a brincar mais, ah, seria…

Você também pode gostar de…

DSCN3728Palavras para Isabella

DSC_0012Banco para um fotógrafo

DSC03307Pedras e panos

 

Read Full Post »

O Lucas fotografa, e muito bem. Fotos de bandas e shows na noite curitibana e fotos de casamentos que dão até vontade de casar outra vez. 

Mais recentemente, e acho que de modo meio inesperado, ele se viu tendo que fotografar bolos de morango, gemadas e suspiros, fatias de tortas alemãs. E pontos de caldas de chocolate, batedeiras em ação, ovos sendo quebrados com precisão. Ele e minha filha têm produzido vídeos de qualidade e divertidos sobre receitas culinárias para o blog dela, o Confissões de uma Doceira Amadora. Durante a produção das imagens, muitas vezes ele solicita um banco para subir e conseguir o melhor ângulo. E deu para notar que bem que gostou do tal banquinho. Daí para me dar vontade de fazer um banco personalizado… um pulo.

Depois de longa pesquisa na internet e de perguntas estranhas feitas a ele, assim, do nada, sobre qual máquina fotográfica ele considerava mais especial, descobri esse desenho. Agora o Lucas tem o banquinho dele. Espero que um dia ele também tenha a sua Leica.

DSC_0021

DSC_0012

Para ver as fotos que Lucas faz de casamentos junto com o Fer Cesar, veja aqui. Aposto que vai querer casar de novo também!

E para ver os vídeos que eles têm feito, entre no canal da Marina no Youtube. E, como ela sempre diz, aproveite para dar um like e assinar o canal! Confissões de uma Doceira Amadora no Youtube

E se quiser ver um filme onde minha imagem é explorada de forma desavisada, veja aqui.

Você também vai gostar de…

alb10Fotografias

Imagem1Herois e máquinas fotográficas

DSCN3594Abanque-se

Read Full Post »

Nesse blog tem muita coisa que já produzi: pinturas em madeira, tecido e pedras, desenhos, ilustrações. Mas a preferida sempre foi a pintura em madeira, que aprendi com minha mãe. Atualmente, com o pequeno tempo que me sobra entre a cozinha diária e a maratona literária da Freguesia do Livro, pinto banquinhos. E eles já estiveram por aqui, pulverizados em muitos posts. Estão agora reunidos, com o firme propósito de, um dia, aceitar encomendas.

DSCN2625Aqui

DSCN0717

DSC_0026

DSC_2089Aqui

DSC01942Aqui

DSC02961Aqui

DSCN3594Aqui

IMG_1081Aqui

DSCN3745

Aqui

DSC_0006Aqui

DSCN2518Aqui

DSCN0463Aqui

DSCN0491

Aqui

DSCN2133Aqui

DSC02044Aqui

DSC_1435Aqui

Todos os bancos aqui.

Você também pode gostar de…

DSC03304Pedras e Pano

DSC02993Bancos em Cusco

DSCN2840aAmigas

Read Full Post »

Older Posts »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 562 outros seguidores