Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Tela com passarinhos’

DSCN3681

Já passeamos juntos pela Artemista. Eu passo lá de vez em quando, simplesmente porque acho tudo lindo e para conversar com a Suzana (dona do atelier).  Dessa vez fui para conhecer a nova linha de cerâmicas italianas, feitas para um restaurante aqui de Curitiba. Sorte deles. O trabalho é feito em faiança que, com seu craquelado natural, deixa tudo muito charmoso.

Falar em coisas com um ar italiano quer dizer que os temas preferidos são paisagens toscanas, limões sicilianos, uvas e romãs.  O uso das cores azul, verde e amarelo traduzem a Itália e o Mediterrâneo que a banha.

DSCN3672 DSCN3674 DSCN3677 DSCN3682

Achou lindo, certo? Mas andando por ali, descubro que a italiana é apenas uma das linhas. Tem a Linha Chinesa, cheia de dragões, carpas e simbologia oriental.

DSCN3685 DSCN3686 Tem a Linha Brasil, com chita, papagaios e temas tropicais. DSCN3684 Tem a Linha Tiffany, com suas formas e cores. E jogos americanos com as estações do ano… DSCN3697

E a Linha Provençal, tudo branco e… provençal. Atenção para as rosinhas! E a Linha Ouro, novidade.

DSCN3690 DSCN3711 DSCN3704 Lá está a Tatiana Paz Correia com seus pássaros na porcelana, de uma delicadeza só. DSCN3695 DSCN3693a E as telas do Renê, que também já esteve por aqui.DSCN3700 DSCN3687 DSCN3699

Quem conhece o ArteAmiga desde o começo, já viu a Emília Wanda por aqui, com seus passarinhos e cerâmicas.

DSCN3701 DSCN3707

Na Artemista dá para fazer aula para aprender tudo isso. Tem um site: www.artemista.com.br

E um lugarzinho no FB cheio de fotos belas, muito belas.

No fim de semana fui no restaurante onde os pratos da Artemista estão pelas paredes… Você sabe qual é?

Eu tenho um prato de rosinhas de lá! E coloquei uns docinhos que a Marina fez com resto da massa de croissant. Niente male…

DSC03490

Você também vai gostar de…

DSC_0203

Eu não falei?

DSC_2301Páscoa Artemista

Alcachofra em flor 013Personalização

Read Full Post »

Tem gente que consegue misturar ternura e poesia nas coisas mais inesperadas. Um sapo, um ovo, um passarinho, uma acerola, tudo tem uma historinha que enfeita. Assim é Emília Wanda, que com delicadeza me conta sua trajetória, definida pelo pai, tão encantado por Monteiro Lobato que deu a ela o nome da boneca falante e os caminhos profissionais trilhados pelo admirado escritor: “minha filha, você vai ser advogada ou artista”. Rendendo-se ao fato de que o estudo das leis não eram a sua praia, Emília Wanda seguiu a estrada que lhe restava: cursou Belas Artes. Dali já saiu trabalhando com cerâmica, a arte do detalhe nas miniaturas.

Curitibaninhos do tempo da Pia&Mia.

Minha família. Também Pia&Mia.

Dos tempos de estágio no Atelier Quintal.

Um mini-Advento.

Achou o óculos do Papai Noel? Tem o tamanho da ponta de um dedo.

Terminado o período da cerâmica, Emília Wanda se aventurou por outros caminhos. Com habilidade especial na compreensão das cores, percebeu que as mil plumagens de um passarinho se desvendavam coloridas diante de seus olhos. E os passarinhos começaram a surgir em telas e mais telas.

Hoje trabalha no Artemista e em seu atelier próprio. A volta à cerâmica era inevitável e agora cria tudo o que a imaginação permite: os passarinhos aparecem em formas e simpatia, os ovos para decorar a Páscoa, os coelhos com uma barriga que pode receber um doce mimo.

Atenção para o nariz em coração.

Um lugar para abrigar um docinho. E o rabinho… em coração.

Ovos de madeira.

Já deu para notar que Emília é uma produtora artística de muito recursos. Decora madeira com a Kamo na Artemista. É craque em personalização: pratos com a árvore genealógica de uma família, super presente para avós, e canecas com as características do presenteado.  Paredes sob encomenda, como a que fez na casa da minha querida amiga Mônica.

Emília arborizou a casa de Mônica.

Emília Wanda, a boneca que faz arte.

Saí de lá com esse presente.  Pipius e acerola. Dá para ser mais mimoso?

Na casa da Emília Wanda encontrei isso aqui. Mas isso é conversa para outra hora… que você pode ver aqui.

Encomendas? Ela gosta: emiliawanda@yahoo.com.br

Você também vai gostar de…

Artemista

Pontos fortes

Pomar

Read Full Post »

Emília Wanda é mestre em passarinhos. Renê faz telas belíssimas em aquarela de paisagens paranaenses. Beatriz faz diversas artes e está nos nossos links indicados. Os desenhos da Lina Iara você já viu por aqui quando falamos da Artemista e Malu Scheleder faz recortes de silhuetas em papel que contam histórias inteiras. Todos excelentes motivos para você que está em Curitiba

Alguns passarinhos da Emília Wanda 

Mais passarinhos em…

Passarinhos e paisagens

Passarada

Read Full Post »

Meus pais viajaram. Já comentei aqui sobre o jardim da casa deles. E minha filha Marina também falou desse lugar, para uma neta, encantado.

Voltando. Meus pais viajaram e eu fiquei encarregada de alimentar os cachorros e passarinhos todas as manhãs. Abre casa. Desliga o alarme. Grita desesperadamente para os cachorros que aproveitaram para fugir. Alimenta dois cães carentes. Fim? Não. Aí vem a parte boa: os passarinhos.

Eles ficam empoleirados nos fios de luz, olhando fixamente para o jardim. Aguardando o café da manhã que se constitui de uma mistura que meu pai faz questão de preparar sozinho, pote por pote. Chega então a hora de colocar a comida no lugar adequado e me afastar.

Ainda bem que existem fotos para registrar certas coisas que pareceriam conta de mentiroso:

A fila começa a se formar.

A fila me observa.

Fome. Pressão.

O restaurante abriu!

E esse vídeo combina muito bem!

E um quadro da passarinheira, Emília Wanda.

Você vai ver mais passarinhos em…

DSC04495

Uma vilinha

Casa de praia

Detalhes de uma casa de passarinhos

SONY DSCPomar na praça

Read Full Post »

Falo de muitas coisas nesse blog. Mas ele essencialmente nasceu para falar de artesanato. Agora resolvi mostrar artesanatos que aprecio em nossa cidade. Lugares que fazem coisas bonitas e de qualidade. Estarão sempre marcados com a tag Artesanato em Curitiba, assim, sendo de ou estando em Curitiba, você  vai saber onde encontar um artesanato especial. Bom proveito.

Curitiba com qualidade

Vamos começar com a Artemista. Um atelier de amigas. Suzana, a dona, se encantou com artesanato desde pequena com a tia, Kamo, multi-mídia com certeza. Kamo faz aquarelas, pinta madeira, forra caixas, faz de tudo.

Aquarelas e cerâmica. Kamo e Suzana.

Caixas.

A mãe, Liane, artista nos tecidos e aromas, faz parte da turma.

Tecidos e aromas.

Suzana foi para o lado da cerâmica, mais especificamente a faiança, o  baixo-esmalte e porcelana e produz peças lindas.

Faianças pelas paredes.

Belas cerâmicas e porcelanas.

O espaço ainda conta com os passarinhos da Emília Wanda (sim, a Emília!), as gravuras de Lina Iara, os oratórios da Silvia, as fotos do Daniel Katz, as pinturas do Renê Tomczak. Loja e atelier com aulas diversas funcionam em horário comercial e uma vez por ano realizam um evento de arte. Recomendo a visita.

Emília e passarinho. Espelho da Kamo.

Renê e suas belas aquarelas.

Lina Iara.

Homenageando Curitiba. Daniel Katz e Artemista.

Oratórios da Silvia.

Para saber tudo sobre o Atelier Artemista, visite o site www.artemista.com.br

Mais coisas bonitas em…

DSCN3684

Artemista em linhas

LojaxBazar

Roma – às compras

Read Full Post »

Atendendo aos comentários do post anterior, mostro um desenho que fiz num reboco do muro. Aquilo me incomodava e resolvi cobrir com a vista da varanda.

A vista.

O desenho. A hera vai vencer essa guerra.

A  janela da casa virou a moldura oficial para fotografar visitas. Gerou até um álbum de registros de quem passa por lá. Aqui, uma bandeja com a janela ao fundo. E a guardiã oficial da casa.

Pratos com tendências azuladas. Christa e Jô.

Um prato da Raquel enfeita uma parede.

Um antes e depois.

Antes.

Não seria completo se não mostrasse uma das comidas mais relacionadas às nossas estadias aqui. Sucesso de público. São patas de goiás, caranguejo da região muito mais generoso em matéria de carne do que um sirí.

Goiá. E hibisco na jarra da Raquel.

Se existisse uma abaixo-assinado a favor da invenção do tele-transporte, eu participaria feliz e contente. Com uma família que mora aqui e acolá (sendo que o acolá pode ser muito distante), estou sempre querendo estar um pouco em cada canto, com a vista de um lugar, a comida do outro, os amigos que estão em um terceiro. Minha casa me faz falta, mas quando chego nela, quero voltar para as coisas boas que deixei em cada casa que estive. Faz parte, eu acho. É o que nos mantém ativos, em movimento, interessados em viver.

O número, da casa, da praia, para onde sempre é bom voltar.

Mais descanso em…

PicMonkey Collagej

A dor e a delícia de uma casa na praia

Pomar

Repouso na Toscana

Read Full Post »

Quem acompanha nossas conversas, já percebeu que somos várias amigas que fazem várias artes. Nos 3 meses de vida desse blog, muitos já nos perguntaram onde fica nossa loja e agora respondo oficialmente: não temos loja. Cada uma tem o seu atelier em casa e todas nos reunimos de vez em quando para fazer um Bazar.

É divertido. É mais ou menos como fazer feira:  monta stand, carrega produtos, dispõe tudo bem bonitinho e desmonta tudo no final. Com a diferença que a gente faz isso duas vezes por ano, enquanto feirantes têm essa dura tarefa diariamente. Palmas para eles!

Algumas imagens de Bazares de outros tempos.

Feira de Santa Rita. 2000 e alguma coisa.

No Graciosa. 2009.

No Graciosa.

No Graciosa. Chá da Tarde.

No Schimmel. De tudo um pouco. 2009.

No Schimmel. Emília Wanda e encadernações do Emerson.

No Schimmel. Mosaicos da Nizza.

No Schimmel. Bijoux e detalhes. Da Carminha.

Madeiras da Christa e da Jô. Tampo de mosaico da Nizza. Cerâmicas da Raquel.

No Schimmel. Panos Divertidos.

Mandalas da Diana.

Read Full Post »

Older Posts »