Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Culinária’

Captura de Tela 2015-03-24 às 21.21.30

A gente vê muito por aí filhas aproveitando receitas de suas mães, avós e outros parentes próximos ou longínquos. Receitas de família, que se tornam tradicionais e se eternizam nas mesas de muitos almoços, jantares e cafés com bolos.

Aqui em casa isso também acontece: minha mãe é e minhas avós foram, cozinheiras formidáveis. Do doce ao salgado, só delícias, cada uma com suas especialidades. Mas também pode acontecer o contrário: aprender com a geração que vem depois da gente, os filhos.

bolos

Eu, então, sou bem sortuda, aprendo com antecedentes e a descendente: Marina, minha filha, tem um canal no YouTube, o Confissões de uma Doceira Amadora, onde aparecem, duas vezes por semana, receitas de doces divinos. Os vídeos são muito simpáticos, envolvem comida boa, doces modernos e tradicionais, além de amigos e parentes fazendo graça (inclusive eu). Recomendo.

Aqui um video que explica a nossa Nega Maluca.

Como diz Marina: “Vai lá, dá um like e assina o canal”!

Você também vai gostar de…

Captura de Tela 2012-03-12 às 22.48.34

Profiteroli e outros doces italianos

Captura de Tela 2011-10-25 às 22.37.42

Dou conta?

DSCN1164.JPG

Gelado de nozes e vídeo

Anúncios

Read Full Post »

O Lucas fotografa, e muito bem. Fotos de bandas e shows na noite curitibana e fotos de casamentos que dão até vontade de casar outra vez. 

Mais recentemente, e acho que de modo meio inesperado, ele se viu tendo que fotografar bolos de morango, gemadas e suspiros, fatias de tortas alemãs. E pontos de caldas de chocolate, batedeiras em ação, ovos sendo quebrados com precisão. Ele e minha filha têm produzido vídeos de qualidade e divertidos sobre receitas culinárias para o blog dela, o Confissões de uma Doceira Amadora. Durante a produção das imagens, muitas vezes ele solicita um banco para subir e conseguir o melhor ângulo. E deu para notar que bem que gostou do tal banquinho. Daí para me dar vontade de fazer um banco personalizado… um pulo.

Depois de longa pesquisa na internet e de perguntas estranhas feitas a ele, assim, do nada, sobre qual máquina fotográfica ele considerava mais especial, descobri esse desenho. Agora o Lucas tem o banquinho dele. Espero que um dia ele também tenha a sua Leica.

DSC_0021

DSC_0012

Para ver as fotos que Lucas faz de casamentos junto com o Fer Cesar, veja aqui. Aposto que vai querer casar de novo também!

E para ver os vídeos que eles têm feito, entre no canal da Marina no Youtube. E, como ela sempre diz, aproveite para dar um like e assinar o canal! Confissões de uma Doceira Amadora no Youtube

E se quiser ver um filme onde minha imagem é explorada de forma desavisada, veja aqui.

Você também vai gostar de…

alb10Fotografias

Imagem1Herois e máquinas fotográficas

DSCN3594Abanque-se

Read Full Post »

DSC_0210

Marina comprou um livro lindo, o Quando Katie Cozinha. Ele traz as receitas e fotos sensacionais do blog What Katie Ate, um sucesso entre os cozinheiros e gourmets, da irlandesa Katie Quinn Davies. Ganhou uma edição brasileira pelo selo Panelinha, da Companhia das Letras.

1934_G

O livro estava ali e eu precisando de uma ideia relâmpago para uma sobremesa para o almoço, que ia acontecer dali a uma hora, mais ou menos. Juntando o que eu tinha em casa (no caso, três pêssegos piscando pra mim da fruteira) aproveitei a receita que está aí abaixo. Mas como é quase impossível que alguém que queira fazer uma receita de modo urgente tenha todos os ingredientes à disposição, acabei tendo que improvisar. A receita original está na foto, e se você quiser saber como é, me escreve que eu mando. O que vai conhecer aqui é a minha adaptação, porque acabou ficando uma delícia.

DSC_0224

Pêssegos assados com mel (*inspirados no Quando Kate Cozinha)

Pêssegos maduros cortados ao meio sem caroço
1 colher de sopa de mel
Amêndoas laminadas
1 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de manteiga

DSC04054

DSC04055

DSC_0206

Enquanto os pêssegos assam numa assadeira no forno, por uns 20-30 minutos, caramele as amêndoas com o açúcar e a manteiga em fogo baixo em uma frigideira (ah, eu também achei uns pistaches sem casca, que coloquei junto na hora de caramelar). Mexa sempre até o açúcar dourar e tire do fogo para esfriar. Ponha na janela, fica bem charmoso. Quando esfriar, quebre esse caramelo da forma que achar mais conveniente (eu coloquei entre duas folhas de papel manteiga e bati com uma colher de pau).
Quando os pêssegos estiverem assados, retire do forno e jogue a farofa de amêndoas e pistache por cima. E sirva com uma colher de sorvete de creme ou do creme que também inventei na hora, porque queria algo mais ácido:  bati creme de mesa com um pouco de açúcar, algumas gotas de limão e uma colher de iogurte natural. Ficou leve e fresco.

*pêssegos assados numa travessa cerâmica da Ekozinha: www.ekozinha.com.br

Adaptado e aprovado. Para ver como faço as nozes, amêndoas ou qualquer coisa caramelada, visite esse post: Gelado de Nozes.

Você também vai gostar de…

DSCN1727Torta de maçã

DSCN0836Crumble de ameixas vermelhas

DSCN3737Um banquinho e um croquis

Read Full Post »

Não sei como é aí na casa de vocês, mas aqui as experiências com uma de minhas sobremesas preferidas resultam sempre em fiascos. O velho e cohecido sagú de vinho se tornou um objeto do desejo, alvo de conversas constantes, receitas mirabolantes e dicas que beiram o estudo da alquimia.

Como demoro para desistir, testei a receita da minha tia Doris e… Pasmem, deu certo. Aproveitei para colocar o meu bebê numa tigela herdada da minha avó e estou toda feliz!

Um molhinho de baunilha para arrematar, cuja receita está aqui.

SAGÚ DE VINHO

1 garrafa de vinho tinto seco (750 ml.)
1/3 da medida da garrafa de água
Açúcar a gosto
5 cravos da índia
1 pedaço de pau de canela.
1 xícara de sagú

Modo de fazer: Levar o vinho com todos os ingredientes para ferver. Acrescentar o sagú molhando ele antes rapidamente. Quando começar a ferver mexer bem com a colher e deixar uns 5 minutos ainda fervendo (deixei um pouco mais).
O segredo para as bolas do sagú não desmancharem e o suco virar uma goma é não ferver demais e o mais importante: deixar na panela até esfriar normalmente e de vez em quando mexer com a colher.
Fazer de véspera. Colocar num pirex e levar a geladeira.
Na hora de servir misturar  para o suco se incorporar com as bolas de sagú.
Servir com molho de baunilha.

Molho de Baunilha

Leve 1 1/2 xícara de leite ao fogo em uma panela. Quando começar a subir, adicione:
1/2 xícara de leite
3 colh. sobremesa de açucar
1 colh. sobremesa de Maizena
1 colher sopa de pó para pudim de baunilha
1 gema
1 pitada de sal.
Ferva até engrossar um pouco e coloque em uma jarra pequena.

Você também pode gostar de….

Torta de requeijão em prato lindo

Fadas e amoras

Humores

 

Read Full Post »