Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Passarinhos’

Adoro histórias que mostram que o acaso pode fazer pessoas descobrirem talentos insuspeitados.

Com Gogó foi assim. Fez curso de Artes Plásticas, ok, mas as dobraduras surgiram por outros caminhos. As primeiras aprendeu criança com o pai. Em 2007, trabalhando na clínica de uma amiga, entre outras atividades começou a ensinar origami, dobrando papeis coloridos e fazendo tsurus, passarinhos que a criançada adorava. Resolveram enfeitar a árvore de Natal da sala de espera com tsurus dourados, que encantaram as mães dos pacientes e … começaram as encomendas.

Com a sócia Guta, Gogó alçou voo com seus passarinhos delicadamente dobrados. Ganhou mais visibilidade com uma banca na Feira do Largo da Ordem e hoje dobra e dobra sem parar: faz lembrancinhas de batizado e casamento, adornos para doces, vitrines e grandes instalações em shoppings e afins. Participa de projetos que envolvem a comunidade, ensinando crianças e adultos a fazerem as dobraduras que depois farão parte de seus gigantescos móbiles. Um deles foi enviado ao Japão, fazendo parte de uma antiga tradição do país, Sadako e os 1000 pássaros de papel,  que explico logo abaixo.

Vitrine da minha loja preferida.

Pesquisando, Gogó ampliou suas dobraduras e partiu para o Kusudama, um origami modular. Cheio de pedacinhos dobrados, todos encaixados para construir essas formas. Coisa de gente bem detalhista e habilidosa!

E tem um passarinho dentro!

Tem coisa melhor que unir prazer com trabalho? Ter uma atividade que parece coisa de criança e ao mesmo tempor rende? O origami foi acontecendo por acaso na vida de Gogó e hoje é sua atividade profissional. É divertido, é colorido, mas definitivamente trabalhoso!

Clique aqui para ver outro post com as dobraduras de Gogó. E ela apresenta suas dobraduras também neste link.

Sadako – A Lenda dos 1000 Pássaros de Papel pela Paz.

Depois da destruição de Hiroshima em 1945, muitas doenças surgiram entre os sobreviventes. Uma das vítimas, Sadako Sassaki, com dois anos no dia da explosão, começou a sentir os efeitos da bomba atômica aos 12 anos. Seu diagnóstico: leucemia. Quando Sadako estava no hospital, uma amiga trouxe-lhe alguns papéis coloridos e dobrou um pássaro, um Tsuru, contando que é sagrado no Japão, vive mil anos e tem o poder de conceder desejos. Se uma pessoa dobrar mil Tsurus e fizer seu pedido a cada um deles, o pedido será atendido. Sadako começou então a dobrar Tsurus e pedir para sarar, porém sua enfermidade se agravava a cada dia. Sadako então desejou pedir a Paz Mundial. Dobrou 964 Tsurus até outubro de 1955, quando morreu. Seus amigos dobraram os Tsurus restantes a tempo para seu enterro. Mas eles queriam mais, pediram por todas as crianças que estavam morrendo em conseqüência da explosão da bomba atômica. E resolveram se unir para construir um monumento.
Estudantes de mais de 3.000 escolas no Japão e de 9 outros países contribuíram e, em 5 de maio de 1958, o Monumento da Paz das Crianças foi inaugurado no parque da Paz de Hiroshima. Todos os anos no Dia da Paz (06 de Agosto) pessoas do mundo inteiro enviam Tsurus de papel para o Parque. As crianças desejam espalhar ao mundo a mensagem esculpida à base do monumento de Sadako:
Este é nosso Grito
Esta é nossa oração:
Paz no mundo

Você também vai se divertir em…

Bancos para os pequenos

Palavras para Isabella

Origamis de Gogó 2


Read Full Post »

Emília Wanda é mestre em passarinhos. Renê faz telas belíssimas em aquarela de paisagens paranaenses. Beatriz faz diversas artes e está nos nossos links indicados. Os desenhos da Lina Iara você já viu por aqui quando falamos da Artemista e Malu Scheleder faz recortes de silhuetas em papel que contam histórias inteiras. Todos excelentes motivos para você que está em Curitiba

Alguns passarinhos da Emília Wanda 

Mais passarinhos em…

Passarinhos e paisagens

Passarada

Read Full Post »

Meus pais viajaram. Já comentei aqui sobre o jardim da casa deles. E minha filha Marina também falou desse lugar, para uma neta, encantado.

Voltando. Meus pais viajaram e eu fiquei encarregada de alimentar os cachorros e passarinhos todas as manhãs. Abre casa. Desliga o alarme. Grita desesperadamente para os cachorros que aproveitaram para fugir. Alimenta dois cães carentes. Fim? Não. Aí vem a parte boa: os passarinhos.

Eles ficam empoleirados nos fios de luz, olhando fixamente para o jardim. Aguardando o café da manhã que se constitui de uma mistura que meu pai faz questão de preparar sozinho, pote por pote. Chega então a hora de colocar a comida no lugar adequado e me afastar.

Ainda bem que existem fotos para registrar certas coisas que pareceriam conta de mentiroso:

A fila começa a se formar.

A fila me observa.

Fome. Pressão.

O restaurante abriu!

E esse vídeo combina muito bem!

E um quadro da passarinheira, Emília Wanda.

Você vai ver mais passarinhos em…

DSC04495

Uma vilinha

Casa de praia

Detalhes de uma casa de passarinhos

SONY DSCPomar na praça

Read Full Post »

Falo de muitas coisas nesse blog. Mas ele essencialmente nasceu para falar de artesanato. Agora resolvi mostrar artesanatos que aprecio em nossa cidade. Lugares que fazem coisas bonitas e de qualidade. Estarão sempre marcados com a tag Artesanato em Curitiba, assim, sendo de ou estando em Curitiba, você  vai saber onde encontar um artesanato especial. Bom proveito.

Curitiba com qualidade

Vamos começar com a Artemista. Um atelier de amigas. Suzana, a dona, se encantou com artesanato desde pequena com a tia, Kamo, multi-mídia com certeza. Kamo faz aquarelas, pinta madeira, forra caixas, faz de tudo.

Aquarelas e cerâmica. Kamo e Suzana.

Caixas.

A mãe, Liane, artista nos tecidos e aromas, faz parte da turma.

Tecidos e aromas.

Suzana foi para o lado da cerâmica, mais especificamente a faiança, o  baixo-esmalte e porcelana e produz peças lindas.

Faianças pelas paredes.

Belas cerâmicas e porcelanas.

O espaço ainda conta com os passarinhos da Emília Wanda (sim, a Emília!), as gravuras de Lina Iara, os oratórios da Silvia, as fotos do Daniel Katz, as pinturas do Renê Tomczak. Loja e atelier com aulas diversas funcionam em horário comercial e uma vez por ano realizam um evento de arte. Recomendo a visita.

Emília e passarinho. Espelho da Kamo.

Renê e suas belas aquarelas.

Lina Iara.

Homenageando Curitiba. Daniel Katz e Artemista.

Oratórios da Silvia.

Para saber tudo sobre o Atelier Artemista, visite o site www.artemista.com.br

Mais coisas bonitas em…

DSCN3684

Artemista em linhas

LojaxBazar

Roma – às compras

Read Full Post »

Atendendo aos comentários do post anterior, mostro um desenho que fiz num reboco do muro. Aquilo me incomodava e resolvi cobrir com a vista da varanda.

A vista.

O desenho. A hera vai vencer essa guerra.

A  janela da casa virou a moldura oficial para fotografar visitas. Gerou até um álbum de registros de quem passa por lá. Aqui, uma bandeja com a janela ao fundo. E a guardiã oficial da casa.

Pratos com tendências azuladas. Christa e Jô.

Um prato da Raquel enfeita uma parede.

Um antes e depois.

Antes.

Não seria completo se não mostrasse uma das comidas mais relacionadas às nossas estadias aqui. Sucesso de público. São patas de goiás, caranguejo da região muito mais generoso em matéria de carne do que um sirí.

Goiá. E hibisco na jarra da Raquel.

Se existisse uma abaixo-assinado a favor da invenção do tele-transporte, eu participaria feliz e contente. Com uma família que mora aqui e acolá (sendo que o acolá pode ser muito distante), estou sempre querendo estar um pouco em cada canto, com a vista de um lugar, a comida do outro, os amigos que estão em um terceiro. Minha casa me faz falta, mas quando chego nela, quero voltar para as coisas boas que deixei em cada casa que estive. Faz parte, eu acho. É o que nos mantém ativos, em movimento, interessados em viver.

O número, da casa, da praia, para onde sempre é bom voltar.

Mais descanso em…

PicMonkey Collagej

A dor e a delícia de uma casa na praia

Pomar

Repouso na Toscana

Read Full Post »

A Emília Wanda tem passarinhos novos em folha, que combinam com a chegada da primavera. Ela costuma complementar suas telas com detalhes delicados e agora, para homenagear a estação, usou flores.

Contato com Emília Wanda

emiliawanda@yahoo.com.br

Mais passarinhos em…

Passarada

DSCN3847

Novidades de Emília Wanda

Read Full Post »

Mari é do tipo que faz. Prática, direta, vai lá e resolve. Quando se mudou para a casa onde mora há 12 anos, achou que o jardim público que ficava na frente, apesar de bem cuidado pela prefeitura, podia virar algo mais. Mari foi lá e plantou um pomar. Tem árvore de ameixa, araçá, goiaba, pêssego, pitanga, caqui.

A vizinhança agradece, as crianças colhem as frutas, os passarinhos fazem a festa. Fica a mensagem de que cada um pode fazer de um lugar qualquer, um pomar, um jardim, uma praça florida. Tudo é nosso também, e não custa todos cuidarem um pouquinho.

Como recompensa, Mari recebe a visita de muitos passarinhos. Eles estão aqui, sob o olhar atento da Cacau, boxer da família.

Cacau de olho.

E para homenageá-los, encomendou quadros da Emília Wanda, com as espécies que ela alimenta todos os dias e que agora enfeitam a sua sala.

Tem bem-te-vi, sabiá-laranjeira, picapau amarelo, canário da terra.

Casa florida e a praça na frente.

Guardiã.

No atelier, Mari é a mulher das dicas. Acredita piamente que tudo pode ser descomplicado. O resultado é ótimo e sem stress…

DSC_2006

Porta-retrato.

Foto Bianca Muzzillo:

A Mari faz placas com nomes dos bebês que estão chegando ou acabaram de chegar.

Bem-vindo!

Mais pássaros e árvores em…

DSC04665

Familiaridades

DSC07338Passarada

Verde oliva e roxo uva

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »