Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘eataly’

DSC02488

Conheci o Eataly em Nova Iorque e já achei o máximo. Comida italiana da melhor qualidade concentrada em um só lugar fora da Itália, tinha todo o sentido. Quando soube que tinham inaugurado um em Roma, achei meio estranho: mas se é tudo comida italiana, em Roma… Para que mesmo?

Fui conhecer e me rendo: tem tudo a ver! O lugar é um espetáculo, 10 vezes o tamanho do Eataly de NY e tem de tudo: livraria, óleos de oliva, vinhos, queijos, pães; restaurantes de cada área da comida italiana: pizzas, massas, doces, sorvetes, peixes, frios, saladas, pannini, verduras e fritos. O difícil é escolher onde você vai encostar a sua fome. Decidimos por pizza e sorvete. E acertamos.

DSC02503

DSC02517

E quer saber por que faz sentido, afinal, ter um centro de comida italiana na Itália? Porque a Itália tem um regionalismo na culinária tão marcado, que cada pedaço desse país relativamente pequeno tem a sua comida típica. E no Eataly a gente encontra o típico de cada região reunido num só lugar. Recomendo!

DSC02510

DSC02501

DSC02511

Mais dicas sobre Roma, aqui. E muitas sobre a Itália em geral, aqui.

Você também pode gostar de…

Captura de Tela 2012-10-09 às 17.47.32Casa Lapostolle – Chile

DSC0322aComidinhas de Nova Iorque

Captura de Tela 2012-09-10 às 22.29.48Quando em Nova Iorque…

Anúncios

Read Full Post »

Fechando um ciclo na vida de minha filha, fomos a Nova Iorque ajudar na mudança de volta para casa. Mais uma semana nessa cidade sensacional, com seus encantos e excessos.

Encerrando também minhas impressões novaiorquinas, aqui vão algumas ideias para você, quando em NY….

Coma bem. Sempre comece o dia com um café da manhã reforçado. Minhas sugestões: Bubby’s e Le Pain Quotidian.

Ande. Bem alimentadinho, prepare-se para andar. Para isso, tenha pés preparados para as quadras e avenidas que se sucedem sem fim, cada uma com um atrativo diferente. “Só mais uma quadrinha, só mais uma avenidinha…”. Sapato errado ou pouco fôlego não combinam com Nova Iorque.

Foto daqui.

Aí, perca-se. Mapa na mão, deixe Nova Iorque ir se mostrando aos poucos.

Freedom Tower, nascendo onde estavam as Torres Gêmeas.

Central Park é obrigatório, of course. Aprecie, passeie, faça piquenique e sente-se nos bancos, não esquecendo de ler as delicadas mensagens em cada um deles.

Fique ligado. Sempre pode passar uma celebridade totalmente despercebida por você.

Tá vendo o Rafinha Bastos?

Aproveite a comida, sua variedade, suas origens. Dessa vez, conhecemos o Spotted Pig, voltamos no Eataly e no Chealsea Market,  fomos no Colicchio & Sons. E finalmente conheci o famous Shake Shack, detentor de filas homéricas, mas serviço certo e resultado delicioso. Um daqueles casos em que você fica pensando: como é que um lugar, no meio de uma praça, sem sombra a não ser de algumas árvores, com pombos por todos os lados, sem banheiro nem para lavar as mão, faz um sucesso tão retumbante? Mas o hamburguer que você vai comer explica tudo…

Nem na Itália tinha visto Fusilli Bucati nem Farfalle Rigate. Mas vi no Eataly em NY!

Consuma com moderação. Essa eu queria ver. Brasileiros lá se comportam como se não houvesse amanhã. Sou péssima em consumo, indecisa, não consigo comprar o que não preciso, mas me divirto mesmo assim. Lá tem muito de tudo. Teu negócio é carimbo? Tem. Quer pincel de pelo de marta? Tem. Baunilha de Madagascar? Tem também. Mas se prefere cultura, tem mais ainda. Museus, shows, galerias de arte. No Metropolitan Museum, a arte egípcia é imperdível. Não consegui ver o Klimt na Neue Galerie, mas desejos não atendidos promovem a vontade de voltar.

Procure o por do sol. Aproxime-se do Rio Hudson nos finais da tarde. Um belo por de sol sempre estará esperando por você. De dia, passeios pelo High Line, parque feito em trilho de trem suspenso e desativado.

Aprecie as estações. O outono e suas cores já estão chegando, nos parques e nas lojas. Na Pier 1 e na inevitável Anthropologie.

Você também pode gostar de…

New York – Altos e baixos

Nova Iorque – resumo da ópera

Anil

Read Full Post »