Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Vídeos’ Category

DSC04707

Um novo prato da Raquel chegou na minha casa. Encomendado para enfeitar a casa da praia, ficou tão lindo que não consegui ficar longe dele e vê-lo apenas nos poucos dias de férias de verão.

Não foi para praia nenhuma. E estreou com um bolo que fiz com a Marina para o vídeo de Dia das Mães da Tastemade Brasil.

O bolo ficou uma delícia: fiz com minha filha uma receita da minha mãe. E assim comemoramos maternidades.

DSC04709

DSC04704

Aqui, o vídeo com o jeito de fazer, nós três e os micos.

Bolo de chocolate com chantilly e suspiro

Ingredientes

1 xícara (200 gr) manteiga
1 1/2 xícaras açúcar
4 gemas
1 1/2 xícaras farinha de trigo
5 colheres de chocolate em pó
1 pitada de sal
2 colheres de chá de fermento
4 claras em neve
Recheio:
Geleia de morango (ou outro sabor de sua preferência)
2 colheres de sopa de conhaque
250 gr creme de mesa (nata)
3 colheres de sopa de açúcar
gotas de suco de limão
pitada de açúcar de baunilha
Modo de fazer: bata bem a manteiga, adicione o açúcar e bata mais. Adicione as gemas uma a uma, continuando a bater. Misture os secos (farinha, sal e fermento) com a batedeira em velocidade baixa. Asse em forma de 20 cm de diâmetro, em forno médio por uns 30 minutos ou até que o palito saia limpo.

Deixe amornar e corte o bolo desenformado no meio, fazendo duas partes. Passe uma mistura de geléia de morango (ou de outro sabor de sua preferência) com um pouco de conhaque (também opcional) em ambas as partes do bolo. Bata um chantilly (creme de mesa, gotas de limão, açúcar de baunilha e açúcar) e misture com suspiros quebrados. Recheie o bolo com esse creme. Cubra com a segunda parte do bolo e polvilhe açúcar de confeiteiro por cima.

*Nessa hora você pode aproveitar e enfeitar o bolo, como fiz com a flor. Podem ser corações, uma letra, qualquer coisa. Inventei nessa crostata que fiz um dia desses e cuja receita você encontra aqui.

IMG_6860

E a Raquel, que também fez o prato acima, você encontra aqui.

Você também vai gostar de…

Colagem do PicniMuito vermelho

DSCN0589Prato e bolo de amêndoas 

DSC02480Bolo bom em prato da Lia

Read Full Post »

Captura de Tela 2015-03-24 às 21.21.30

A gente vê muito por aí filhas aproveitando receitas de suas mães, avós e outros parentes próximos ou longínquos. Receitas de família, que se tornam tradicionais e se eternizam nas mesas de muitos almoços, jantares e cafés com bolos.

Aqui em casa isso também acontece: minha mãe é e minhas avós foram, cozinheiras formidáveis. Do doce ao salgado, só delícias, cada uma com suas especialidades. Mas também pode acontecer o contrário: aprender com a geração que vem depois da gente, os filhos.

bolos

Eu, então, sou bem sortuda, aprendo com antecedentes e a descendente: Marina, minha filha, tem um canal no YouTube, o Confissões de uma Doceira Amadora, onde aparecem, duas vezes por semana, receitas de doces divinos. Os vídeos são muito simpáticos, envolvem comida boa, doces modernos e tradicionais, além de amigos e parentes fazendo graça (inclusive eu). Recomendo.

Aqui um video que explica a nossa Nega Maluca.

Como diz Marina: “Vai lá, dá um like e assina o canal”!

Você também vai gostar de…

Captura de Tela 2012-03-12 às 22.48.34

Profiteroli e outros doces italianos

Captura de Tela 2011-10-25 às 22.37.42

Dou conta?

DSCN1164.JPG

Gelado de nozes e vídeo

Read Full Post »

Depois de revigorante repouso e de caminhar na beira do abismo do fim do blog, retorno. Aos poucos, porque o calor pede calma e movimentos lentos.

Deixo, para um exercício de reaproximação, um vídeo que traduz a minha constante vontade de celebrar talentos, de celebrar a vida.

Você também pode gostar de…

DSC03345Um segundo. Recomeçar.

hand-water-drops-imagePausa

PicMonkey Collage12aRetrospectiva

Read Full Post »

Que tal criar presentes? Mão na massa e dar de presente algo que você mesmo fez? Aqui no ArteAmiga já falamos de tudo – alguma ideia você há de gostar de fazer, algum talento você há de ter.

Faça um quadro-negro. Fácil, moderninho e, de quebra, útil: dá para fazer lembretes e deixar muitos recadinhos.

DSC_0643Aqui

Mesmo que não seja exímio(a) cozinheiro(a), prepare Mango Chutney. É muito fácil, basta seguir a receita, ter todos os ingredientes, jogar tudo numa panela e depois de uma hora você tem vários potinhos lindos para dar de presente. Mango Chutney é um creme agridoce cheio de especiarias e um aroma delicioso que acompanha carnes ou batatas assadas,

Aqui

Que tal bolachinhas de gengibre? Essas exigem um pouco mais de habilidade culinária, mas é lindo ver aquelas fornadas cheirosas saindo cheias de biscoitos dourados. Encha um pote, uma cestinha, envolva em celofane e pronto.

Aqui

Presenteie suas receitas preferidas. Já fiz isso. Comprei um caderninho lindo e nele escrevi muitas das minhas receitas de doces e comidas do cotidiano. Dei de presente para minha irmã que estava indo morar no Peru (devidamente fotocopiado para o resto da família).

Aqui

Faça cartões de visita para alguém que quer divulgar o seu trabalho. Super fácil e fica muito bonitinho.

DSC_0640

Aqui

Asse um bolo. Siga uma receitinha e pronto. Vai agradar.

bolos

Aqui

Personalize. Sem os gastos e empenho de tempo do scrapbooking, simplesmente reúna fotos do presenteado e faça um álbum. Complemente com comentários e passe a mensagem que quer: de amor, de amizade, de saudade.

Aqui

Sabe desenhar? Para uma criança pequena, faça um contador de histórias. Se desenho não for a sua praia, faça assim mesmo, com fotos, recortes de revista, ilustrações que você procura na internet. E veja como usar aqui.

DSCN3624Aqui

No último verão me aventurei nos tingimentos: dá pra criar muita coisa em camisetas, toalhas de mesa, cortinas. Um tapa no visual e um presente exclusivo com o tie dye.

DSCN3068BAqui

Um doce fácil, rápido e delicioso, a Palha Italiana. Faça, corte em pedaços, envolva em açúcar e coloque num pote de vidro. Amarre uma fita dourada e parta para o abraço. A receita está explicadinha aqui (e feita pela minha filha Marina):

A árvore genealógica da sua família. Vale desenhar ou copiar de algum programa da internet que faça isso. Reúna informações e fotografias e resuma a história da sua família.

DSCN2396Aqui

 Escreva. Faça um verso, descreva um sentimento, enalteça qualidades. Escritos ficam. Quer surpreender ainda mais? Ponha num envelope e mande pelo correio.

                                                                    

Aqui

Se tudo parecer estar perdido, pinte pedras. Fáceis de encontrar e de realizar.

DSCN3221Daqui

DSC03370Aqui

Por fim, olhe em volta. E doe. Um livro, um brinquedo, uma roupa, um abraço, seu tempo. Alguém está precisando desse seu presente, tenho certeza.

Você também pode gostar de….

DSCN3594Abanque-se

DSC_0201Bandejas e cashemiras

Natal lembra vermelho

 

Read Full Post »

Amigas

Você é de poucos ou muitos amigos? Preza esse tipo de vínculo que fazemos com pessoas pela vida afora, com quem temos algum denominador comum, que são partes de nossa história, com assunto que não tem fim? Eu valorizo muito essas relações escolhidas que se beneficiam de contatos frequentes e de apoios recíprocos a qualquer hora.

Uma das últimas desculpas para encontrar minhas amigas de sempre foi um almoço com saladas. Combinam com uma refeição longa e preguiçosa num dia de verão, onde o que realmente importa é estar perto uma das outras, poder falar, querer ouvir, puxar aquela conversa do lembra-aquela-vez? e dar muita risada.

Salada Grazia

FullSizeRender

Ingredientes
Alface lisa (se encontrar alface e espinafre baby, melhor ainda). Também uso a americana.
Pistache sem casca  e amêndoas fatiadas tostados com açúcar, quase caramelado.
Broto de feijão
Milho em conserva (bem macio, de preferência Bonduelle)
Molho: misture suco de limão siciliano, azeite de oliva, sal a gosto e algumas gotinhas de adoçante ou uma pitada de açúcar.Coloque o alface, o broto de feijão e, por cima, o milho. Na hora de servir, jogue o molho por cima da salada, misture e adicione o pistache e amêndoas no final.

Salada morna de pera assada – alface, bacon e nozes

* do Jamie Oliver, na revista Casa & Comida

Ingredientes
Alface americana ou frisée
Brotos variados
Agrião
3 peras sem casca nem sementes, cortadas em 4 pedaços
6 fatias de bacon defumado de boa qualidade
75 gramas de nozes-pecã
2 colh. sopa de xarope de boldo (opcional)

Molho de mostarda
1/2 colher de chá de grãos de mostarda
1/2 limão
azeite extravirgem
Coloque as peras em assadeira pequena e cubra-as com as faias de bacon. Asse por 10 minutos e coloque por cima o xarope de boldo. Adicione as nozes e sacuda bem a assadeira para envolver tudo com o xarope. Leve de volta ao forno por mais 15-20 minutos, até que as peras estejam macias e doces, as nozes levemente tostadas e caramelizadas e o bacon, crocante.
Coloque a mistura sobre as folhas, ainda morna, na hora de servir.
Alguns detalhes íntimos: como eu não tinha encontrado a revista, fiz da minha cabeça, de acordo com o que tinha reparado quando comi essa salada na casa de minha mãe. Inevitavelmente, inventei bastante: coloquei todos os ingredientes (pera, bacon e nozes – que nem era pecã) juntos na travessa e forno com a turma toda. Nem cogitei no xarope de boldo, só reguei com um pouco de azeite. E só usei alface americana. E coloquei o mesmo molho da Salada Grazia. Acho que fiz outra salada, mas ficou louca de boa.

 *assei peras, bacon e nozes em uma travessa da Ekozinha.

Salada Caprese
Fatias grossas de tomate. Sobre as fatias, coloque uma fatia de mozzarella de búfala (procure uma de boa qualidade, aqui em Curitiba recomendo a Buffalina, que encontro na Bon Vivant no Mercado Municipal).
Regue com azeite de oliva, coloque sal a gosto e decore com folhas de manjericão fresco. Um pão italiano combina bem.

Você também pode gostar de…

Lembra?

Captura de Tela 2012-09-18 às 08.14.14Prismas

Farofa grega

Read Full Post »

No início de 2012 convidei a todos a começar o novo ano usando a criatividade. Continuo acreditando nisso: é preciso ser criativo para renovar o velho, inventar o novo e valorizar o desgastado. Está tudo em nossas mãos, basta querer colorir a vida e torná-la o melhor que pode ser.

Esse vídeo, do Gustavo Horn, integrante de uma das famílias mais criativas aqui de Curitiba e ele mesmo uma cabeça jovem cheia de ideias e ações, é uma inspiração.

Um 2013 criativo para todos nós.

Você também pode gostar de…

DSC_1741Que bom que voltar é bom

DSCN2377aBela cerâmica

Read Full Post »

Captura de Tela 2012-12-14 às 18.49.17

O calendário que sorteei entre os seguidores do blog foi para a Carla, de São Bernardo/SP. Logo vai receber seu calendário em casa.

Se você não ganhou, não fique triste, pois pode pedir o seu no site da Trio Estudio Design.

E aqui um vídeo que fala da passagem do tempo. Combina.

Um trabalho de Joe Bush (19), para o curso de cinema que fequentava, usando imagens colhidas na internet.

Você também pode gostar de…

DSCN2027Um chá

Captura de Tela 2012-12-14 às 18.42.25Cora Coralina

Read Full Post »

Eu gosto de escritos. Jovenzinha, tinha um diário, onde escrevia sabe-se lá que tipo de coisa e do qual infelizmente dei cabo. Hoje adoraria ver o que pensava quando tinha 14 anos. Cartas, centenas e guardadas: imagino eu e meu marido, não enxergando nem a ponta dos próprios narizes e relendo a história de nosso começo. Foram textos e mais textos sobre Síndrome de Down, sobre inclusão.  Para todos os eventos familiares, um discursinho, devidamente escrito, falado e arquivado por uma curta eternidade.

Pena que,  para muita gente, escrever é como ler: muitos pensam que não gostam. Digo pensam porque acredito que quem diz que não gosta de ler, só não encontrou o livro certo – e o que é pior, deixou de procurá-lo há muito tempo.

Captura de Tela 2012-11-17 às 11.25.16

Escrever também é assim. Um preconceito aprisiona o escritor que há em cada um. Por medo do erro ou da falta de assunto, deixa de colocar no papel e de proteger da volatilidade característica aos pensamentos, a sua história, as íntimas e incompartilháveis minhocas. Nem sempre escrevemos para sermos lidos por outros, escrever também organiza ideias, deixa um registro do que fazemos, pensamos ou planejamos. Nossa existência, dizem, dura enquanto alguém lembra de nós e irá se esvaindo, feito fibras de um tecido que o tempo cuida de esgarçar. Já o que deixarmos escrito, ficará.

Então, recomendo: escreva. Registre, se não para a eternidade, no mínimo para um dia poder sentar e recordar-se de si mesmo. Escreva o que bem entender:  até agendas, revisitadas, nos lembram de lugares em que estivemos e coisas que fizemos. Escreva cartas, bilhetes, listas de desejos ou planos, faça álbuns e escreva lá o que as fotos significam. Escreva suas receitas em um caderno, anote as frases engraçadas dos seus filhos ou netos em algum papel e guarde – a gente acha que nunca vai esquecê-las, mas… esquece, se não estiverem escritas. Quando precisar dizer algo a alguém e não souber como, escreva – a escrita aceita revisões, complementos, até que o seu objetivo esteja todo ali.

Esse livro  – One Line a Day – é dica bacana: um lugar para escrever alguma coisinha por dia durante 5 anos. Encontrei aqui, no A Series of Serendipity, da Melina.

Muitos filmes se baseiam em coisas escritas. Mostro aqui um dos meus preferidos e logo abaixo uma lista dos que lembrei que têm escritos como tema principal. E tem outros dos quais já falei, aqui e aqui.

Mensagem para você: mensagens trocadas pela internet. Um amor nasce por escrito. Julie e Julia: uma garota resolve testar e escrever sobre as receitas deixadas por cozinheira famosa no passado. Cartas para Julieta: cartas escritas há anos e uma garota que resolve entregá-las. Uma doce mentira: uma carta escrita e mal interpretada. Central do Brasil: cartas escritas na estação central para pessoas que não sabem… escrever. Escrito nas Estrelas: um nome e telefone escritos em um livro que precisa ser encontrado para provar que o destino existe… Nunca te vi, sempre te amei: casal que se corresponde durante toda a vida.

Você lembra de mais algum? Me conta que coloco aqui. E para finalizar esse longuíssimo post, uma cena de um filme que precisava da escrita:

Imagem urso

Você também pode gostar de…

DSC_0346

Rendas e pratos

DSC_2264Quem guarda, tem

Captura de Tela 2012-10-07 às 19.32.22Um livro

Read Full Post »

Para você, o que é trabalho? Aquilo que a pessoa faz quando levanta todas as manhãs, cumpre um horário, desempenha uma função e recebe um salário no final do mês?

Mas, e aquela senhora que todas as tardes vai ao asilo ao lado da sua casa e voluntariamente, lê para os idosos? E a esposa-mãe-dona de casa que acorda, faz o café da manhã, leva os filhos para lá e para cá, faz compras, almoço, lanche, jantar, vai no sapateiro, no açougue, na farmácia e na reunião de pais na escola, trabalha? Não ganha um tostão furado por tudo isso, mas configura-se como trabalhadora? E os que parecem estar se divertindo, têm um lindo atelier, onde pintam quadros, ou esculpem estátuas, ou costuram bolsas, ou escrevem livros, trabalham? E os que fazem blogs, estão trabalhando?

Bom, a resposta é óbvia, pois sou eu que escrevo o que aqui está e claramente conduzo o leitor a essa conclusão: tudo é trabalho, em tudo nos colocamos, em tudo produzimos algo. É trabalho quando há compromisso, a vontade de executar o que se assumiu fazer. Ou seja, de um jeito ou de outro, todos trabalhamos. Então desejo que, no trabalho, encontremos o nosso talento, quem sabe um pouco de prazer e com alguma sorte, uma boa dose de realização. E bem pago, por que não?

As dicas para ser feliz no trabalho: 1. Energia negativa? Não, obrigado. Não queremos sentimentos ruins. 2. Celebre os sucessos. Você os merece! 3. Tenha frutas sempre à mão. 4. Melhore o mundo com teu trabalho. Alegre aos que te rodeiam. 5. Pergunte a Loli pelo seu filho. Lhe farás o melhor presente. 6. Esqueca as gravatas. Nada deve te sufocar. 7. Redecore a sua mesa. 8. Fique longe das fofocas. 9. Desenhe e rabisque enquanto fala no telefone. 10. Inspire – expire – converse. O sol sempre aparece.

Você também vai gostar de…

Paixões

Untitled

Cia. do Palpite

Tempo, tempo, tempo

Read Full Post »

Esse blog, nanico e despretensioso, acaba de completar 100.000 visualizações. Para os grandes, deve parecer um cisco, mas eu confesso que estou achando o máximo.

Então agradeço quem visita as artes, textos e divagações que aparecem por aqui. E deixo de presente esse vídeo que usa meu mais novo instrumento de paixão: os lápis de cor.

Você também pode gostar de….

DSC04659

Bancos de madeira. Muitos.

Dois presentes

Arriscando em desenhos

Read Full Post »

Older Posts »