Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Sorte’ Category

A internet possibilita solucionar as questões mais improváveis: quando minha sogra chegou da Itália para passar um tempo aqui, por algum motivo que agora me escapa, percebi que ela nunca tinha visto uma jabuticabeira. Quem já viu, pode até achar normal, mas e quem nem sabe que existe uma árvore que dá frutos agarradinhos ao tronco? Queria ver a expressão dela quando pusesse os olhos nesse espetáculo, mais ou menos a mesma sensação que senti todas as vezes em que levei crianças pela primeira vez ao cinema.

Mas, como achar uma jabutucabeira? Facebook, minha gente. Coloquei lá uma simples pergunta: “alguém viu uma jabuticabeira por aí”? Muita gente viu, ouviu falar, mandou endereço, me convidou para visitar sua árvore ou passar em várias esquinas, jardins e quintais. Foi lindo… Mas não consegui ir ver. Viajamos e minha sogra ficou com a vontade de conhecer a fruta e sua árvore tão peculiar.

Mas, como vivo falando, eu tenho sorte. Minha amiga Bianca, além de ser excelente fotógrafa, tem uma jabuticabeira no quintal! Ela, com sua disponibilidade inabalável (vem de família, tenho certeza) e sua lente precisa, fotografou todo o processo. Sensacional. E vou compartilhar esse presente que ganhei dela.

É, a gente não pode parar de se surpreender.

DSC_9546

DSC_9538

DSC_9545

DSC_0655

DSC_0652

DSC_3828

DSC_4779

DSC_4778Fotos da minha querida Bianca Muzzillo.

Você também vai gostar de….

Captura de Tela 2013-03-03 às 19.57.51Surpreendo-me

DSC02614Figos

Captura de Tela 2012-09-18 às 08.14.14Prismas

Anúncios

Read Full Post »

Tem um texto passeando pela internet que diz, resumindo, que nesse Natal a gente compre os presentes de pequenas empresas e autônomos. Da vizinha que vende por catálogo, de artesãos que fazem boa arte, da amiga que tem uma loja no bairro, do confeiteiro que faz doces artesanais, do rapaz que tem uma banca no mercado… Façamos o dinheiro chegar às pessoas comuns e não às grandes multinacionais.

Seguindo esse raciocínio, resolvi dar algumas ideias sobre coisas que Curitiba oferece no que se refere a artesanato. Ainda dá tempo de conhecer e encomendar algo bonito e personalizado para um presente diferente nesse Natal.

Lenços artesanais, de seda, lindos. As cores… veja aqui. Da Liane Mestrinho.

Colares e cerâmicas da Ocléris. Sucesso na certa. Conheça seu quintal e sua arte aqui.

Emerson está cheio de bons presentes: cadernos, caixas, tudo feito com papel. Conheça a cartonagem do Emerson aqui.

Por ser totalmente apaixonada por caleidoscópios. teimo em pensar que todos adorariam ganhar um. Heidi faz caleidoscópios lindos. Sugestão aqui.

Um desejo de boa sorte, tem presente melhor? Caixinhas com bulbos de trevos de 4 folhas. Veja aqui.

Magda faz peças de cerâmica decorativas e funcionais. Direto para o forno, com beleza. Veja aqui.

Minha filha Marina deixou de ser amadora e virou doceira. Panettones, brownies, bons presentes de Natal. Aqui.

Você também vai gostar de…

Profiteroles

Ter tanto

Ekozinha

Read Full Post »

De que é feita a sorte? De uma genética privilegiada, de uma saúde abençoada, de uma trajetória pouco acidentada? Ou ela está nas nossas mãos, quando cuidamos bem do que os gens nos proporcionam, quando investimos em um corpo são e quando escolhemos bem entre as alternativas que a vida nos apresenta?

Provavelmente, aquilo que chamamos de sorte é uma combinação de oportunidades, atenção para percebê-las e o uso das habilidades adequadas para escolher a melhor forma de aproveitá-las. Parece fórmula matemátca? Parece, sorte é algo complexo e só a tem quem está atento para fisgar no ar os momentos que estão sempre cruzando nosso caminho.

Só o que não podemos fazer é achar que tudo que nos acontece é definido por coisas externas a nós. Acreditar que a sorte nos joga para cima, que o azar nos empurra para baixo, que o destino nos espera na esquina, que o acaso espreita cada passo e que os desígnios divinos tudo determinam, é ignorar que tudo de bom ou ruim que nos acontece pode ser consequência de nossos próprios atos e decisões.

Às vezes atribuímos à sorte coisas que nada mais são do que frutos de nosso empenho. Um exemplo? Não tenho a sorte de ter amigas. As tenho porque acredito que amizade é um bem precioso e nele invisto energias.

Sorte lembra trevos. Ganhei da minha irmã e saí disseminando essa ideia. Uma caixinha que vem com um vasinho, terra e quatro bulbos. Você planta e fica observando a mágica de trevos de 4 folhas crescendo a olhos vistos, um pouco a cada dia (e em poucos dias, essa é a graça!). Aqui algumas etapas, que aconteceram num espaço de 3 semanas.

Como o meu não fez a gentileza de produzir flores, estou mostrando o resultado primaveril do trevo da Maria Amélia, esse sim, mais sortudo.

Para finalizar, uma pouco de artesanato com trevos. Sorte feita em casa.

Veja como fazer aqui.

 Nesse blog você aprende a fazer. Com 4 folhas, se preferir!

 

Você também vai gostar de…

Sorte e… Grécia!

DSCN2757Amigas

Com a sua cara – Personalização

Read Full Post »