Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Desenhos’ Category

Resisto a mudar. Muito. De endereço, de cabeleireiro, as coisas de seu lugar. De restaurante e, no restaurante, de prato – sempre o mesmo, para que arriscar. De horários e rituais, de sabor de pizza, de marca de macarrão. Resisto a usar óculos, a usar salto, a me render à insônia, a tomar remédios, a tomar água, a condenar a cerveja. Não quero ir para a China, nem para a India, nem para o Japão. Roma e Leros, tá louco de bom.

Sou germânica, dura, resistente por dentro. Encaro tudo, me entrego pouco, choro quase nada. Resistência necessária para conviver com crianças pedindo dinheiro em semáforos, tristezas diárias e mundiais que escorrem dos noticiários.

Mas não resisto a muitas coisas: abraços a qualquer hora, chocolate quando preciso, sol e praia no verão, ler antes de dormir, spaghetti ao sugo, bolo de morango, cheirar o pescoço do meu cachorro, ligar de vez em quando para saber dos meus filhos. Desenhar, ter flores em casa, Sex and the City, Pretty Woman, cinema e pizza. Ao Queen, ao Sting, ao Caetano. Dar palpite na vida das pessoas que amo, dançar quando a música é boa, espalhar literatura por aí.

E aí, te pergunto: resistir para que? Se te faz bem, e não faz mal a ninguém, simplesmente faça.

Uma prova de que a resistência também pode ser combatida é a caixa do dragão. Já pintei essa caixa de chá inúmeras vezes, sempre repetindo a fórmula que me agradou quando fiz a primeira. Acredite se quiser: tomei a corajosa atitude de mudar!

Você também pode gostar de…

Captura de Tela 2014-04-20 às 11.56.45

Decidido. Ou não?

Sorte

Faça aos outros

Anúncios

Read Full Post »

Enquanto estava escrevendo o post do Dia das Mães, pensei em colocar uma receita que combinasse com o almoço comemorativo e que estivesse entre meus pratos possíveis. Mas acontece que eu não ia cozinhar e não tinha como fotografar a delícia. Resolvi desenhar, o que deu mais ou menos o mesmo trabalho que teria tido se tivesse ido pescar o salmão no Chile e voltado para assar…

Para quem não sabe, estou tendo aulas sobre várias técnicas de desenho no Solar do Rosário, aqui em Curitiba, com a professora Mari Inês Piekas e resolvi exercitar tudo que tinha por perto. Ficou tudo mais ou menos, o salmão não tem o volume que eu pretendia, o lápis pastel fez uma lambança, contornos continuam sendo um problema. Mas deu para ilustrar a receita que eu pretendia colocar aqui. Bom proveito.

A foto do salmão real está nesse post.

Salmão ao forno com maçã, pêra e cebola.

Tempere um file alto de salmão com limão, sal e pimenta preta moída na hora. Coloque numa travessa refratária (no meu caso, um prato da Magda) e, ao redor do filé, disponha  pêras e maçãs descascadas e sem sementes, cada uma cortada em 8 pedaços. Coloque também pedaços grandes de cebola. Regue tudo com azeite de oliva extra-virgem e leve ao forno por 30-40 minutos. Sirva com a batata assada com alecrim. E, para acompanhar, um pouco de mango chutney feito em casa. E salada de folhas com molho de vinagre balsâmico. Sucesso garantido.

Você também pode gostar de…

DSC03660

Desenhar

DSC_0643

Um quadro negro

IMG_4288

Bancos e mais bancos de madeira



Read Full Post »

Renê Tomczak fez o percurso clássico da formação artística em Curitiba, do Museu Alfredo Andersen à Faculdade de Belas Artes. E se descobriu pintor. Hoje vive retratando a realidade que está ao seu redor, do detalhe ao panorama.

Equipado com tintas e farnel, sai em busca de paisagens, que tanto podem estar em linhas férreas da cidade, quanto em lugares ermos onde só passam os incautos e aventureiros. Viaja horas para encontrar a colina, o pinheiro, a onda, o céu que atrai seu olhar. Uma imersão no panorama, horas registrando sob sol ou chuva sua interpretação do lugar, um longo estudo de cores, formas e texturas que devolvem para casa, no fim do dia, um pintor exausto e satisfeito.

Se você é de Curitiba,  já o viu por aí, sentado diante de um cavalete, na beira de uma rua, num canto de um parque, numa esquina de um bairro qualquer. Agora você já sabe: é o Renê.

Você pode encontrar o Renê e suas telas de várias maneiras. Ele dá aulas de pintura em óleo e aquarela. Tem um blog muito legal: www.rstomczak.blogspot.com e uma página no Facebook cheia de dicas de pintores.

Você também vai gostar de…

DSC03660

Desenhar

Paixões

Alcachofra em flor 013

A poesia de Emília Wanda

Read Full Post »

Sempre te vi, sempre te amei. Mas nunca em ti me aventurei.

Declaração de amor às aquarelas e confissão de que me arrisquei a ilustrar uma historinha que escrevi. Não fazia ideia de por onde começar, o que precisava comprar. Aí, olhei minha enorme quantidade de tintas, lápis de cor, guaches e que tais e, na minha antiga e abatida caixa de lápis Caran D’Ache, vi escrito, pasmem, Aquarelável. Fácil, barato e ali, à mão. Restava saber como fazer. Nada melhor do que o velho método de acerto e erro. Mais erro que acerto, ok, mas uma delícia. Ilustrei do jeito que deu  e perdi muito da qualidade ao digitalizar. Ao vivo são mais bonitas. Antes de ilustrar algo novamente, vou ter que me informar como meus desenhos em papel podem ser devidamente aproveitados.

No final coloco um vídeo que mostra o quanto a minha tentativa é meio patética.

O vídeo é lindo, o blog da Gennine é um encanto total. Não deixe de dar uma olhada.

Você também pode gostar de….


DSCN3728Palavras para Isabella

Contando histórias

Você tá feliz?

Read Full Post »

« Newer Posts