Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Bazar’ Category

Leros fica a um pulo da Turquia. Em dias claros, ou seja, todos, se vê a Turquia das praias da ilha. Por isso, sempre quis conhecer. Dessa vez, ao invés de irmos diretamente para a Grécia, ficamos 3 dias em Istambul antes de começar as férias gregas.

Quer saber o que pensei sobre essa megacidade?

Em primeiro lugar, isso mesmo: é mega. Está se aproximando rapidamente de se transformar na maior cidade do mundo. Mas isso não atrapalha quem, como eu, estava interessada essencialmente em conhecer a parte antiga, a Sultanahmet. A Mesquita Azul, Santa Sofia, o Castelo Topkapi, o Grande Bazar e o Bazar Egípcio estão todos concentrados em área que pode ser percorrida a pé (ok, é cansativo, mas dá).

IMG_2470

Algo em torno de 20.000 passos em um dia dá uma fome danada. A experiência gastronômica é parecida com o que encontramos na Grécia. Coisas similares com nomes diferentes, já que a rivalidade ali lembra a nossa com a Argentina. Doces muito doces, pasta filo, pistache e mel como carros-chefes. Frutos do mar e peixes sempre presentes. Suco de laranja que coloca os nossos no chinelo. Até melancia no final de todas as refeições, como na Grécia, acontece aqui.

IMG_2429

IMG_2775

Nos bazares, muito de tudo. Gamões, porcelanas, tapetes, couro, temperos, chás, frutas secas. Repito: muito, de tudo.

IMG_2427

IMG_2425

DSC04543

DSC04541Porcelana tem tanta que, com os cacos, se decoram muros.

IMG_2467

Conhecer Grande Bazar e Bazar Egípcio, é obrigatório e imprescindível. Mas preferi esse, bem pequeno, com pouca gente e coisas bem lindas.

IMG_2444

A mesquita que mais gostei de conhecer foi a Sülleymaniye Camil. Tem um jardim lindo e refrescante em volta, um átrio tranquilo e silencioso no centro e um tapete macio para você descansar o esqueleto suado e exausto dentro. É linda.

DSC04558

DSC04551

DSC04548

DSC04554

IMG_2963

Outro lugar que adorei conhecer: Castelo de Topkapi (falar o nome dele já me diverte muito). Por uma daquelas patetices que acontecem naturalmente em qualquer viagem, resolvemos não ver o harém. Depois que saímos, já devemos ter ouvido pelo menos umas 10 vezes: “O quê?! Vocês não viram o harém?? É a melhor parte!”. Portanto, fica aqui uma ideia: não deixe de ver o harém…

DSC04536

IMG_2410

Recomendação para mulheres que visitam Istanbul: tenham sempre um lenço grande ou xale à mão. Muitos lugares turísticos exigem ombros cobertos, mas o calor do lado de fora é inclemente. Se esquecer de levar, fique tranquila: você nunca viu tanto lenço para vender na vida.

IMG_2417

Fazia tempo que eu não ia a um país onde não entendo rigorosamente nada do que se fala ou do que está escrito, onde não sei dizer nem bom dia nem obrigado na língua local. E onde o inglês (pelo menos entre os motoristas de taxi) não ajuda nem um pouco.

Falando em motoristas de taxi… Que coisa difícil! Eles correm como se não houvesse amanhã, andam pelo acostamento na maior tranquilidade, entram na contra-mão em velocidade da luz, vão ficando brabos quando os engarrafamentos se sucedem, dando a nítida impressão de que aqueles dois bobos sentados no banco de trás (no caso, eu e meu marido, levemente apavorados) estão atrapalhando muito a vida deles. E sem explicação nenhuma, é claro, pois eles…. não falam inglês!!

Ainda bem que dá para relaxar em um passeio de barco pelo Bósforo…

DSC04534

Você também vai gostar de…

DSC02124Viagem ao Peru

DSC02915Azul da cor do mar

nyVisitas a Nova Iorque

Anúncios

Read Full Post »

Natal!?

Hoje é primeiro de Dezembro e, dependendo de como você encara o Natal, começam os lindos 24 dias do advento ou inicia-se uma tensa contagem regressiva…

Natal é uma época contraditória. A gente ama Natal. A gente odeia Natal. A gente vai a muitos jantares, mas logo não consegue nem pensar mais em comer. A gente quer presentear as pessoas que ama, mas também acaba dando presentes por obrigação. Achamos que o Natal é uma bela desculpa para dar presentinhos e ganhar as coisas que desejamos,  mas também pensamos que o consumismo é exagerado. A gente aproveita esse período para encontrar os amigos, fortalecer os laços, mas quase se enforca na agenda onde não cabem mais jantares, listas, amigos secretos, orçamentos de ceias, a procura de guardanapos decorados com renas e enfeites que parecem nunca serem suficientes para árvore e centro de mesa.

O Natal está para mim nas coisas que não vejo. Está nos cheiros de pinheiro, de tender assando no forno, das velas vermelhas queimando nos galhos da árvore. No toque, lembrando  dos espinhos dos pinheirinhos de verdade que a gente enfeitava, do peso das lametas prateadas que vinham da Alemanha, das bolas que eram de vidro e se transformavam em mil caquinhos quando se quebravam. Dos sabores do bolo de mel da Nora, das bolachas da Wanda, do ponche de abacaxi e de todas as coisas que ainda hoje fazem parte da nossa mesa natalina (houve tentativas de mudança, mas a família se rebelou). Mas tem lembranças que eu vejo, sim. Basta fechar os olhos e posso ver com nitidez as mesas cheias, as crianças ansiosas, as brincadeiras na troca de presentes.

É, é contraditório. A gente ama, a gente odeia. Mas ele vem, ele passa e quando a gente pisca,  já é Natal outra vez. Então, a dica é a seguinte: priorize. No meu caso, ter minha família por perto vem em primeiro lugar, seguido de perto por uma ceia gostosa no ranking de importância. Presentes? Deveriam ser poucos. Para poder valorizar o que se ganha e dar tempo de aproveitar as companhias, que às vezes vêm de tão longe. À minha família que neste ano virá de lugares próximos e longínquos, comunico que minha prioridade é o abraço. Que venha o Natal!

Marina fez as bolachas da Omi Wanda.

A linda árvore da Simone, no jantar de Natal das fonos.

Linda árvore, delicioso jantar.

Julia natalina.

E se você também já se rendeu aos pinheiros de plástico, sugiro que visite o blog da Claudia. Ela tem uma ótima dica para trazer o cheirinho do Natal para as suas festas.

Você também pode gostar de…

DSC_0643

Presentes feitos por você

DSCN0836

Natal lembra vermelho

DSC_0158

Um tábua, um centro

Read Full Post »

Publico aqui o comentário de uma das arteiras participantes do Arte Amiga, Raquel das cerâmicas. Acho que explica tudo o que foi e o que sentimos:

Bazar terminado, tudo guardado.

Pé cansado, ego lambido, lucro depositado, veneno destilado, produto encomendado.

Abraço apertado, eco-sistema filosofado, trabalho divulgado, fígado desopilado.

Blog encantado, com carinho trocado e esforço compensado.

Obrigada a todas,

Raquel.

Como ela já disse, nosso bazar foi muito legal. Por isso, estamos bolando outro para logo, logo. E para deixar aqui uma lembrança gustativa, apresento os Muffins de queijo e milho que a Magda compartilhou.

Muffins “pousados” nas caixas da Jô.

Ingredientes
4 ovos
1 xícara de leite
100 g de manteiga
1 xicara e meia de farinha de trigo
1 xicara de parmesão ralado
1 colher de fermento
Sal a gosto
Milho verde
Bater os ovos, o leite e a manteiga no liquidificador. Acrescentar o restante dos ingredientes (menos o milho) e bater mais um pouco.
Colocar as forminhas de papel  dentro das forminhas de pão de queijo ou empada, encher de massa até a metade colocar uma colher de chá de milho verde por cima ou no meio. Como desejar… Assar em forno pré aquecido de 180øC  por aproximadamente 25 min.

Read Full Post »

E as amigas continuam com um pezinho no artesanato!

Tivemos a visita da Mazé Mendes. Ela e a Magda criaram no atelier.

Visita ilustre da Mazé Mendes

 E é bom ver que nossas clientes concordam em não usar sacolas.

Sacola não, obrigada.

Outras artes em…

DSCN3578

Presenteie com artesanato

DSCN2332

Presentes feitos por você



Read Full Post »

Quem acompanha nossas conversas, já percebeu que somos várias amigas que fazem várias artes. Nos 3 meses de vida desse blog, muitos já nos perguntaram onde fica nossa loja e agora respondo oficialmente: não temos loja. Cada uma tem o seu atelier em casa e todas nos reunimos de vez em quando para fazer um Bazar.

É divertido. É mais ou menos como fazer feira:  monta stand, carrega produtos, dispõe tudo bem bonitinho e desmonta tudo no final. Com a diferença que a gente faz isso duas vezes por ano, enquanto feirantes têm essa dura tarefa diariamente. Palmas para eles!

Algumas imagens de Bazares de outros tempos.

Feira de Santa Rita. 2000 e alguma coisa.

No Graciosa. 2009.

No Graciosa.

No Graciosa. Chá da Tarde.

No Schimmel. De tudo um pouco. 2009.

No Schimmel. Emília Wanda e encadernações do Emerson.

No Schimmel. Mosaicos da Nizza.

No Schimmel. Bijoux e detalhes. Da Carminha.

Madeiras da Christa e da Jô. Tampo de mosaico da Nizza. Cerâmicas da Raquel.

No Schimmel. Panos Divertidos.

Mandalas da Diana.

Read Full Post »